quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

BOCAGE, O IRREVERENTE




~~ Fábula de La Fontaine e uma sátira ~~

Fábula traduzida por «Elmano Sadino», pseudónimo do poeta setubalense.


Pelo que sabemos, Bocage terá sido sempre na sua vida, a cigarra...
A marquesa de Alorna, Alcipe, socorreu muitas vezes as irmãs do Poeta.
Lisboa nunca viu aliados tanto engenho e tanto estouvamento.


Uma situação que infelizmente estamos sempre a presenciar...

Poema de Bocage


Manuel Maria Barbosa du Bocage foi infeliz ainda criança, desde que
seu pai, advogado que não simpatizava com o 1º ministro (M.Pombal),
foi preso sem julgamento nem direito a defesa, vítima de calúnia.
Manuel Maria tinha 6 anos, irmãos e ficou orfão de mãe aos 10.

Só após a morte de D José (o rei que não governou perpetuado numa
estátua de costas viradas para Lisboa) e o declínio do poder de M.Pombal,
seu pai foi libertado indo trabalhar como advogado em Setúbal.
Manuel Maria tinha 12 anos.

Desenvolveu uma personalidade muito peculiar, independente, irreverente,
rebelde, provocador e satírico, adorava fazer rir Lisboa com seus  excessos.

Muito inteligente e talentoso, sempre teve  quem o admirasse, como
 acontece com o nosso amigo Laerte... Outros... desprezam-no.

Eu fico sempre dividida, gosto muito do seu trabalho intelectual,
mas abomino a sua vertente brejeira... 

22 comentários:

  1. Nunca li muito Bocage mas as fábulas Fontaine foram lidas e trabalhadas em contexto de sala de aula!
    Gosto do som e da partilha!bj

    ResponderEliminar
  2. Estudei Bocage em 2015, no ambito das comemorações dos 250 anos do seu nascimento e no mesmo âmbito
    fiz uma visita guiada à sua casa museu em Setúbal.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Majo,

    belo post. Continuas muito activa, mas menos visitadora....:)
    Não entres no "dicton" de quem não é visitado, não visita".
    A vida vai mudando . Mais um neto a caminho e um Gabriel absorvente. ~

    Beijinho e qe a tua saude esteja ok.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Muito legal!Gosto de fábulas! beijos praianos,chica

    ResponderEliminar
  5. Homem de excessos, como muitos sobredotados, Bocage é um personagem fascinante.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Bom dia!
    Embora goste de tudo o que diz respeito ao Bocage, mas, nunca li muito sobre o mesmo. Parabéns pela postagem e toda a informação que no deixa. Obrigada.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Bocage e La Fontaine, cada um em seu estilo próprio, leva-nos a introspecções variadas e sempre muito condizentes.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  8. Fantástico, Majo! Recordei poemas do Bocage que aprendi na escola primária. Gostei tanto...
    Um beijo, minha Amiga.

    ResponderEliminar
  9. Bem interessante sua postagem em trazer Bocage e Fabulas de La Fontaine, que marcaram meus primeiros anos escolares e mesmo adulto gostei de reler. Gosto do Bocage como do Gregório de Matos pela irreverencia e sátira à sociedade de sua época.
    Muito belo trabalho Majo nesta partilha.
    Carinhoso abraço.
    Beijos

    ResponderEliminar
  10. Gostei muito deste post, não conheço muito de Bocage mas adoro as fábulas de La Fontaine! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Falarei mais dele... é uma personagem complexa.
      Beijinhos.
      ~~~~

      Eliminar
  11. Quando passava por Setúbal, visitei o museu.
    Desde a escola até aos dias de hoje com admiração.
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Um poeta que teve tanto de brilhante como de estroina...
    Magnífica homenagem, gostei.
    Bom fim de semana, amiga Majo.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  13. Lendo aqui o seu ótimo post, cultural e significante.
    Bocage e suas profundas palavras. Como aprecio os clássicos, li alguma coisa desse escritor.
    Bom fim de semana e o meu abraço.

    ResponderEliminar
  14. Bocage foi uma figura fascinante. Como sempre uma boa escolha para o seu blogue.
    Abraço,

    ResponderEliminar
  15. Ingeri cultura com mais este post!
    Muito bom estimada amiga.
    Bom fim de semana.

    Olhar d'Ouro - bLoG
    Olhar d'Ouro - fAcEbOOk

    ResponderEliminar
  16. Será que os néscios conquistaram o mundo? O que lhe parece, cara Majo?! A resposta não será por demais evidente, se olharmos o mundo em que vivemos?!

    La Fontaine, e as suas fábulas. Aquelas que fizeram, e continuam a fazer, as delicias de muitos de nós.

    Bocage? Um mix perfeito, assim o considero!

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  17. ~~~
    QUERIDOS AMIGOS

    FOI MUITO AGRADÁVEL SABER QUE GOSTARAM DA POSTAGEM.

    GRATÍSSIMA PELA VOSSA DEDICAÇÃO E CARINHO.

    ABRAÇOS E BEIJOS.
    ~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  18. Olá, Majo

    Gosto muito de Bocage. Foco-me mais no seu talento, na sua bela realização poética.

    Bj

    Olinda

    ResponderEliminar
  19. Não conheço muitos dos seus trabalhos... mas estou a par de que na sua obra, sempre dominaram duas vertentes, totalmente opostas... pelo que não é de admirar que seja uma personagem... que se ame... ou se odeia...
    Mais um excelente post, por aqui, com a qualidade habitual...
    Beijinho
    Ana

    ResponderEliminar
  20. Olá Majo, Bem interessante a pregação do macaco, e fecho com chave de ouro . Fabuloso mesmo!
    Feliz noite de Pascoa!

    Bjs!

    ResponderEliminar