sexta-feira, 23 de setembro de 2016

A PABLO NERUDA

~ Que repouse em Paz! ~ 


 



Porque sou acérrima defensora dos direitos humanos...    



O brilhante nobel deixou-nos
 num início de primavera meridional,
 a 23 de Setembro de 1973,
doze dias depois do golpe de estado,
perpetrado por Pinochet que derrubou o governo do seu amigo, Salvador Allende, 
para o qual tinha contribuído em 1970,
 desistindo da sua candidatura.


«O Poeta agonizou na sua casa frente ao mar. Estava doente
e os acontecimentos das últimos tempos esgotaram-lhe o desejo de continuar a viver.
A tropa revolveu-lhe a casa, as suas coleções de búzios, as suas conchas,
as suas borboletas, as suas garrafas, as figuras de proa apanhadas em tantos mares,
os livros, os quadros, até os seus versos, à procura de armas subversivas e comunistas,
até que o seu velho coração de bardo começou a falhar,
levaram-no para a capital. Morreu quatro dias depois e as últimas palavras
do homem que cantou a vida foram: 'Vão fuzilá-los! Vão fuzilá-los!'
Não foi possível a nenhum dos seus amigos aproximar-se na hora da morte,
porque estavam fora da lei, fugitivos, exilados ou mortos.
Velaram-no alguns, poucos, que se atreveram a ir
e os jornalistas de todas as partes do mundo
que apareceram para dar a notícia do funeral.»

Continua.

Citação do livro - A Casa dos Espíritos - de  Isabel Allende 


 

~ ~ ~ Disposiciones

«Compañeros, enterradme en Isla Negra
frente al mar que conozco, a cada área rugosa de piedras y de olas
que mis ojos perdidos no volverán a ver.
Cada dia de océano
me trajo niebla o puros derrumbes de turquesa,
o simple extensión, agua rectilínia, invariable,
lo que pedí, el espacio que devoró mi frente. 

 Cada paso enlutado de cormorán
el vuelo de grandes aves grises que amaban el invierno
Y cada tenebroso círculo de sargazo
y cada grave ola que sacude su frío
y mas aún, la tierra que un escondido herbario secreto...

...Todas as llaves húmedas de la tierra marina
conocen cada estado de mi alegría,

Saben que allí quiero dormir
entre los párpados del mar y de la tierra.»
...

Extrato. Continua.

Canto General - Méxivo 1950


~~~ Tradução

'Companheiros, enterrai-me na Isla Negra
que conheço em cada área rugosa de pedras e de ondas
que os meus olhos perdidos não voltarão a ver.
Cada dia de oceano
traz-me nevoeiro ou puros derrubes de turquesa,
ou simples extensão, água rectilínea, invariável,
o que pedi, o espaço que devorava à minha frente.

Cada passagem enlutada do corvo marinho,
o voo das grandes aves cinzentas que amavam o inverno
e cada ciclo tenebroso de sargaço
e cada onda grande que sacode o seu frio
e, ainda mais, a terra que um escondido herbário secreto..
...
Todas as chaves húmidas da terra marinha
Conhecem cada estado da minha alegria,

Sabem que ali quero dormir
Entre as pálpebras do mar e da terra.'
...
Extrato. Continua.

Tradução minha com o apoio do amigo, Duarte da Silva, 
Professor de Língua Portuguesa na Universidade de Valencia, Espanha.






Fontes das fotos
A - B - C - D - 


quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Época de Vindimas


Se eu gosto de poesia?
Gosto de gente, bichos, plantas, lugares,
chocolates, vinho, papos amenos, amizade, amor.
Acho que a poesia está contida nisso.
Drummond de Andrade


... Uvas ...

São frutos ricos em polifenóis, fitoquímicos abundantes - cerca de 4 000 - amplamente distribuídos pelos alimentos de origem vegetal, que actuam no nosso organismo como importantes antioxidantes e anticancerígenos. Isto explica a necessidade de termos uma alimentação basicamente vegetal, variando o mais possível  os elementos e utilizando-os muito frescos, porém,
 são eles que conferem valor nutricional ao chá, chocolate e vinho.


Entre os compostos fenólicos presentes nas uvas, destacam-se os taninos
 condensados e é na casca dos bagos das uvas escuras que se encontra
o resveratrol, um poderoso antioxidante
que dissolve-se no vinho durante a fermentação. 

A enologia tem criado vinhos portugueses deliciosamente aromáicos...

  Uvas do Douro, foto do amigo Rui Pires, da sua excelente reportagem sobre Vindimas - Aqui


... Vinho ...
Estudos revelam que o resveratrol do vinho tinto previne a cardiopatia,
 impedindo a agregação das plaquetas sanguíneas que formam os trombos, 
tem efeitos benéficos sobre o 'bom' colesterol, HDL,
 e auxilia o relaxamento dos vasos sanguíneos.

Existem quantidades muito inferiores de resveratrol nos amendoins, bagas e nalguns vegetais.

O vinho tinto foi um elemento importante na caracterização da comida dos países do sul da Europa.


'In vino veritas' 

Todos sabemos que o álcool em excesso altera a função cerebral.
O vinho deve ser considerado um néctar precioso que deve ser tomado em doses certas
 - 1,5 dl para senhoras e 2 dl para homens 
uma a duas vezes por dia.
Nada mais feio do que verificar que as verdades começam a soltar-se...




Sugestões de pesquisa.

I      II 

Enoturismo no Douro - Aqui


Fontes
Fotos - A - B 
C  - http://lamegoimage.blogspot.pt/

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

PRÉMIO EUROPA



A excelente intérprete francesa, Juliette Binoche,
foi galardoada com mais um prémio internacional
de cinema, em Cinefest, Hungria.


Informação em vídeo


Concordo com ela, quando diz que um filme oferece-nos a possibilidade
de entendermos melhor os comportamentos humanos e contribui para
nos tornarmos mais tolerantes e compassivos.
~~ * ~~
The English Pacient
é um filme de coprodução anglo-americana do género drama romanesco.
 Rendeu dezoito prémios, dos quais, nove Óscares. JBinoche
 ganhou o de melhor atriz coadjuvante , no papel de uma enfermeira canadiana.
É uma das suas melhores interpretações. Já com vinte anos é
um filme que gosto de rever esporadicamente.





Traillers 



     






 ~~ * ~ * ~ * ~~





Fontes das Fotos
~ ~  A  ~  B  ~ ~ 

sábado, 17 de setembro de 2016

A José Régio

~ Homenagem ~

Nasceu em Vila do Conde, a 17 de Setembro de 1901.


A cidade do rio Ave e a Casa Museu José Régio, na avenida homónima.

~~ * ~~

Escolhi este poema que Régio escreveu nos seus verdes anos
porque me agrada sobremaneira a sua fina ironia
e porque prova que o talento não é qualidade que se adquirira com a prática...

  

~ ~ ~ Adão e Eva                                                                                        

«Olhámo-nos um dia
E cada um de nós sonhou que achara
O par que a alma e a carne pedia.

- E cada um de nós sonhou que o achara

E entre nós dois
 Se deu, depois, o caso da maçã e da serpente.
... Se deu e se dará continuamente:

Na palma da tua mão,
me ofertaste, e eu mordi o fruto do pecado.

- O meu nome é Adão...

E em que furor sagrado
Os nossos corpos nus e desejosos
Como serpentes brancas se enroscaram,
Tentando ser um só!

Ó beijos angustiados e raivosos
Que as nossas pobres bocas se atiraram,
Sobre um leito de terra, cinza e pó!

Ó abraços que os braços apertaram,
Dedos que se misturaram!

Ó ânsia que sofreste, ó ânsia que sofri,
Sede que nada mata, ânsia sem fim!
- Tu de entrar em mim,
Eu de entrar em ti.

Assim toda te deste,
E assim todo me dei:

Sobre teu longo corpo agonizante,
Meu inferno celeste,
Cem vezes morri prostrado...
Cem vezes ressuscitei
Para uma dor mais vibrante
E um prazer mais torturado.

E enquanto nossas bocas se esmagavam
E as doces curvas do teu corpo se ajustavam
Às linhas fortes do meu,
Os nossos olhos muito perto, imensos
No desespero desse abraço mudo,
Confessaram-me tudo!
... Enquanto nós palrávamos, suspensos
Entre a terra e o céu.

Assim as almas se entregaram
Como os corpos se tinham entregado.
Assim duas metades se amoldaram,
Ante as barbas, que tremeram,
Do velho Pai desprezado!

E assim Adão e Eva se conheceram:

Tu conheceste a força dos meus pulsos,
A miséria do meu ser,
Os recantos da minha humanidade,
A grandeza do meu amor cruel,
Os veios de ouro que o meu barro trouxe...

Eu os teus nervos convulsos,
O teu poder,
A tua fragilidade,
Os sinais da tua pele,
O sabor do teu sangue doce...

Depois...

Depois o quê, amor? Depois mais nada.
- Que Jeová não sabe perdoar!

O Arcanjo entre nós abrira a longa espada...

Continuamos a ser dois,
E nunca nos pudemos penetrar!»

~~ * ~~

«Cântico Negro» dito por Maria Bethânia




Os dois textos poéticos são da obra, Poemas de Deus e do Diabo, de 1925





Fontes das fotos
~~ A B C ~~

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Adeus Verão...



Um fim de semana muito agradável e feliz...



Na despedida do Verão ou, para alguns, no início da Primavera.




~ Abraços cordiais ~


MUNDIAL DE TANGO


'Não é o ritmo nem os passos que fazem a dança,
mas a paixão que vai na alma'
~ ~ Mário Branco ~ ~


Realizou-se durante Agosto, em Buenos Aires, mais um
Campeonato Mundial de Baile de Tango
A competição internacional visa apurar vencedores em duas categorias: tango de palco e tango de salão.
Este ano venceram nas duas variantes, pares argentinos.


Informações

Vencedores do tango em palco







Fontes das fotos
- - -  A - -  B  - - - 

Charles Chaplin

~ ~ ~ Citações ~ ~ ~                                                                                                                                         

'Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida
fosse diferente e comecei a ver que  tudo o que acontece contribui para o meu crescimento. Quando me amei de verdade,
comecei a livrar-me de tudo o que não é saudável: pessoas,
tarefas, tudo e qualquer coisa que  me pusesse deprimido.
De início, a minha razão chamou a esta atitude egoísmo.
Hoje sei que se chama amor próprio.'

´Lute com determinação, abrace a vida com  paixão, perca com classe
 e vença com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é muito bela para ser insignificante.'


'Seu coração não é estrada para passeio de muitos,
 seu coração é lugar onde só fica quem faz por merecer.'


'Não devemos ter medo dos confrontos...
Até os planetas chocam-se e do caos nascem as estrelas.'


'Quando me for, levarei um pouco de ti e deixarei um pouco de mim.'


'O amor perfeito é a mais bela das frustrações. Está acima do que se pode exprimir.'




 





Fontes das fotos
Aqui  e  Pinterest

domingo, 11 de setembro de 2016

«Leone d'Oro»






Festival Internacional de Cinema de Veneza
 ~ 2016 ~
O Leão de S Marcos, símbolo da cidade de Veneza, na Basílica de S Marcos

Resultado de imagem para leão de ouro veneza 2016
Filme vencedor - The Woman Wo Left 

Nuno Lopes, prémio de melhor ator secção Horizontes - Aqui 



Prémios e trailler do melhor filme


Nuno Lopes em S Jorge - Aqui







sábado, 10 de setembro de 2016

Recordar Vitorino Nemésio



 Nasceu em 1901, na então antiga, «Mui Notável» e ilustre vila da Praia «da Victória», da Ilha Terceira.
Parte para estudar em Coimbra, onde casou-se em 1926 com uma faialense; visita as ilhas e conserva muito vincado um sentimento especialíssimo a que chamou
 A ç o r i a n i d a de
Faleceu na capital, em 1978, apaixonado por Margarida Victória, uma 'princesinha' natural da Ilha de S Miguel.

Carvalho Araújo - 1930/1973 


Um modo singular de cantar a saudade das ilhas...

~~~ Navio
Tenho a carne dorida
Do pousar de algumas aves
Que não sei de onde são;
Só sei que gostam de vida
Picada em meu coração.
Quando vêm, vêm suaves
Partindo, tão gordas vão!

Como eu gosto de estar
Aqui na minha janela
A dar miolos às aves!
Ponho-me a olhar para o mar:
- Olha um navio sem rumo!
E, de vê-lo, dá-lho a vela,
Ou sejam os meus cílios tristes:
A ave e a nave, em resumo,
Aqui, na minha janela.

Nem Toda a Noite a Vida - 1953 



~ ~ ~ A Concha 

A minha casa é concha. Como os bichos
Segreguei-a de mim com paciência
Fachada de marés, a sonhos e lixo,
O horto e os muros só areia e ausência 

Minha casa sou eu e os meus caprichos.
O orgulho carregado de inocência
Se às vezes dá uma varanda, vence-a
O sal que os santos esboroou nos nichos. 

E telhados de vidro, e escadarias
Frágeis, cobertas de hera, oh bronze falso!
Lareira aberta o vento, as salas frias. 

A minha casa... Mas é outra história:
Sou eu ao vento e à chuva, aqui descalço
Sentado numa pedra de memória. 

O Bicho Harmonioso - 1938


Cidade da Praia da Vitória - Ilha Terceira.
... ... ...
«A geografia, para nós, vale outro tanto como a história...
Como as sereias, temos uma dupla natureza: somos de carne e de pedra.
Os nossos ossos mergulham no mar...
Um dia, se me puder fechar entre as quatro paredes da Terceira, sem obrigações
 com o mundo e com a vida civil já cumprida, tentarei um ensaio sobre
 a minha açorianidade subjacente que o desterro afina e exacerba...»

O destino quis que tarde se apaixonasse, não possibilitando a concretização deste sonho
antigo, já expresso em 1932



- Fontes.
 - B - C