sábado, 6 de julho de 2019

~ DIA 6... COM SOPHIA...

´


💛 A Poeta escreveu este poema em Lagos, cinco dias antes da Revolução 💛


~~~ L A G O S ~~~
💛💛💛💛💛💛💛💛💛💛💛💛💛💛💛💛💛💛💛💛💛

«Un jour à Lagos ouverte sur la mer comme l'autre Lagos»
Senghor
 Em Lagos
Virada para o mar como a outra Lagos
Muitas vezes penso em Leopoldo Sedar Senghor
A precisa limpidez de Lagos onde a limpeza
É uma arte poética e uma forma de honestidade
Acorda em mim a nostalgia de um projecto
Racional, limpo e poético.
Os ditadores, é sabido, não olham para os mapas
Suas excursões desmesuradas fundam-se em confusões
O seu ditado vai deixando jovens corpos mortos pelos caminhos
Jovens corpos mortos ao longo das extensões
Na precisa claridade de Lagos é-me mais difícil
O confuso o disforme a ocultação
 Na nitidez de Lagos onde o visível
Tem o recorte simples e claro de um projecto
O meu amor da geometria e do concreto
Rejeita o balofo oco da degradação
Na luz de Lagos, matinal e aberta
Na praça quadrada tão concisa e grega
Na brancura da cal tão veemente e directa
O meu país se invoca e se projecta
⭐⭐⭐⭐⭐⭐⭐⭐⭐⭐⭐⭐⭐⭐⭐⭐
Sophia de M Breyner Andresen
Lagos, 20 de Abril de 1974
O nome das Coisas, 1977

Cidade antiga intramuros.
💛💛
 Em Lagos, no mês de Abril, quando surgem dias de céu limpo, a luz 
solar atravessa uma atmosfera lavada e reflete-se sobre objetos bem
limpos.  Também pela inclinação dos raios solares,  é uma luz muito
bela,  que sentimos pura,  diáfana,  reverberante,  rara  e comovente.
A Poeta,  emocionada,  faz neste poema uma analogia,  por contraste,
entre a  limpidez da luz de Abril e a situação dramática  causada pela
 política ditatorial.  Em realce,  a sua repulsa pela guerra colonial.

O passeio da Avenida dos Descobrimentos,
o estuário e a ponte levadiça

                          
 Sophia de Mello B Andresen e Léopold Sédar Senghor
  
 Foi a principal porta da cidade.

Clique
 ~~~EM RECESSO ~~~

... Abraços cordiais ...
 Fontes das fotos
A - B - C - D - E - F

segunda-feira, 10 de junho de 2019

~~ VIVA PORTUGAL! ~~





🌟 COM SOPHIA E AGUSTINA 🌟



  6 de Novembro de 1919
. . .     

     2 de Julho de 2004
  Foi em 1999 - há vinte anos - que Sophia Andresen foi contemplada com o
Prémio Camões,  numa época em que os galardoados com esta distinção
conheciam Luis Vaz de Camões,  juízo formulado recentemente  por um
 vetusto  membro  da  Academia  Catarinense  de  Letras.
A premiada não tinha vindo de férias, permanecia  nos seus oitenta anos,
alheada  de glórias,  na sua residência da Travessa das Mónicas,  à Graça.
Estava incontatável,  porque tinha o telefone mal colocado...  Maria Velho
tentou dar-lhe a notícia durante horas...   Cerca da meia noite,  foi a casa 
da Poeta comunicar-lhe a novidade... 
Esta notável escritora, amiga de Sophia, viria a ser a segunda portuguesa
a ganhar o referido prémio, em 2002.
⭐⭐⭐⭐⭐⭐⭐⭐⭐
Em pormenor no artigo da Secção de Cultura do
 Jornal Público, de 12/06/1999  -  Aqui


    Homenageemos, lendo os seus poemas.
🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵

~~ L U S I T Â N I A ~~
 Os que avançam de frente para o mar
E nele enterram como uma aguda faca
A proa negra dos seus barcos
Vivem de pouco pão e de luar.
⭐⭐⭐⭐⭐⭐
Caminhos da Moderna Poesia Portuguesa
 ~ ' ~
  ~~ A  MEMÓRIA  LONGÍNQUA  DE  UMA  PÁTRIA ~~
  A memória perdida de uma pátria
Eterna mas perdida e não sabemos
Se é passado ou futuro onde a perdemos.
⭐⭐⭐⭐⭐⭐
 Poemas Escolhidos
~ ' ~
   ~~ SONHEI COM LÚCIDOS DELÍRIOS ~~
  Sonhei com lúcidos delírios
À luz de um puro amanhecer
Numa planície onde crescem lírios
E há regatos cantantes a correr.
⭐⭐⭐⭐⭐⭐
Dia do Mar
Sophia Andresen e Agustina Bessa-Luís
~~ Grécia, 1963 ~~

🌟
 ... 'IN MEMORIAM' ...
As cidades não são pátrias. 
É na província que se encontra o carácter e a mística de uma nação e os
grandes escritores deixam-se amarrar ao espírito das terras nulas e sensatas
a que extraem um brilho que a pedra polida da cidade não tem.
⭐⭐⭐⭐⭐⭐⭐⭐
 Agustina Bessa-Luís
1922 - 2019
Prémio Luís de Camões 2004


Desejo que a «escritora rebelde» descanse em Paz Profunda.

Panteão Nacional

~~ EM PAUSA ~~ 
(Apenas retribuo os cumprimentos)

... Abraços cordiais ...

sábado, 1 de junho de 2019

MEDITANDO NA CRIANÇA...



 Cantiga de rodinha.

... DIAS DA CRIANÇA ...
~~ ERA A HORA DAS AVÉ-MARIAS ~~
🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵
Quando eu era menina,
terminadas as horas vespertinas,
soavam no meu bairro
os sinos cansados
em lentas Avé-Marias.
Sentia-se alguma urgência
tudo invadir,
era a hora de recolher
ao terno lar.
💗
Os pássaros regressavam
aos ninhos da frondosa árv0re
na vizinha colina verde
onde brincávamos.
Era um alvoroço
de chilreos e trinados,
no adeus ao dia que findava
em vagarosos momentos
de nostalgia.
💗
Para mim, era a hora
em que terminava a diversão
com os meus amiguinhos.
Seguia-se a calorosa reunião familiar.
Passou-se muito tempo,
muito!
Porém, jamais esqueci
o desconforto
de ter que dar por terminado
o que mais gostava fazer:
brincar;
simplesmente.
💗
Era hora das Avé-Marias,
plangiam os sinos,
vovó persignava-se...
💗💗💗💗💗💗
MajoDutra

Da blogagem coletiva orientada pela Rejane Tazza
a 6 de Novembro de 2o18 ~AQUI ~


A Declaração Universal dos Direitos da Criança faz este ano 60 anos.
 No princípio VII, está determinado o direito de  «desfrutar plenamente de 
 jogos e brincadeiras,  os quais deverão estar dirigidos para a  educação...»  
Uma  infância  omissa  em  atividades  lúdicas,  traumatiza  definitivamente
qualquer  indivíduo, como comprova o caso  de  Fernando Pessoa,  a quem  
o pai faleceu  quando tinha cinco anos,  vítima de doença prolongada  e  o    
irmão  bebé  faleceu  nos  seus  seis  anos...   Foi  o  «menino  de  sua  mãe»  
exemplar:  discreto,  sossegadinho,  amante  da  leitura,  aluno  brilhante... 

 É importante lembrar numa época em que as crianças nem sabem brincar.

  Fernando Pessoa sabia muito bem o que tornava uma criança muito infeliz,
como se pode inferir da carta que escreveu a Mário Sá Carneiro aos 27 anos
e que consta no Livro do Desassossego. Poderá lê-la na íntegra aqui

Clique


  ~~ EM  PAUSA ~~

sábado, 18 de maio de 2019

🙏 KAROL JÓZEF VOJTYLA



 Valsa Minuto de Chopin


                🔔🔔  'In memoriam'               


 * O SANTO NASCEU HÁ 99 ANOS *
🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵


Deixo-vos...

    Um filme que gosto muito...  




Na realidade,   não é um filme,  a peça foi realizada para ser  uma mini-série
a ser apresentada nas televisões de todo o mundo,  só na Polónia teve sessões
em salas de cinema.  È uma  coprodução italiana,  alemã,  francesa,  polonesa
 e canadense, mas apresenta artistas de outros países, por exemplo,  Bulgária.
 São 180 minutos,  organize os intervalos,  garanto que vale a pena.  É História.
A acção inicia-se a 29 de Setembro de 1939, na invasão da Polónia pelos nazis.
🔸🔸🔸🔸🔸🔸
 Composição musical, orquestração e condução de Ennio Morricone,
dirigindo a Orquestra Sinfónica de Roma.


   🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵
EM  PAUSA
  Abraços  cordiais.
🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵

domingo, 12 de maio de 2019

💕 DIAS DE MÃES II



Avé-Maria (do Brasil) por Carmen Monarcha


🌟 HOMENAGEM  A  TODAS  AS  MÃES  🌟

Marternidade - Di Cavalcanti - 1897/1976

O meu poema
inspirado em Haicai...
💕
Maio amenidade
aromas doces e júbilo
Veneram-se as mães
🌟🌟🌟
MajoDutra

💟 Poema  escrito por uma grande amiga brasileira 💟
    
Colo de mãe
Colo de mãe é assim...
cheiroso
quentinho
saboroso
aconchegante
🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵
Colo de mãe é...
harmonia
alegria
energia
felicidade
🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵
Colo de mãe é
orientação
dedicação
abnegação
🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵
Colo de mãe é...
carinho
caminho
exemplo
templo
🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵
... ... ...
💕
De Gracita Fraga
Na íntegra... aqui
... 102º Ano da Aparição Mariana de Fátima ...
Fafá de Belém no Santuário de Fátima... Aqui

🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵🏵

... EM  PAUSA ...
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

quarta-feira, 8 de maio de 2019

💞 SEMANA DAS MÃES...


💞
Noite mágica do trio Il Volo com Plácido Domingo.


 Mama, por Il Volo ... Aqui

 Por Plácido Domingo... Aqui

💞
Mãe
Perene matriz
Aconchegante
💗💗💗💗💗💗
MajoDutra


Em pausa...
Publicando postagens que estavam concluídas.

💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗

domingo, 5 de maio de 2019

🌟 DIAS DE MÃES... COM SOPHIA...



Avé Maria de Bach por Carmen Monarcha

🌟 HOMENAGEM  A  TODAS  AS  MÃES 🌟

 ... E À POETA, A MENSAL PROMETIDA POR MIM ...
A Maternidade, obra de Ameida Negreiros ~ 1893 - 1970 
⭐  ⭐  ⭐  ⭐  ⭐  ⭐  ⭐  ⭐  ⭐  ⭐  ⭐  ⭐

  Este poema foi escrito por Sophia Andresem na sua casa de Lagos,
Meia Praia, quando já estava muito doente, pelo que, tem uma parte
ininteligível e ficou por editar.
Porventura, a útima viagem que a Poeta fez ao seu amado Algarve.
💛 POEMA  PARA  A  FILHA  MARIA 💛
🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟

  O espírito da vida estremeceu quando       
No escuro percebi que eras tu, Maria,      
   A minha filha adorada, boa como o pão      
 E fonte de alegria...  (ilegível)                         
🌟
       Pareceu-me que era felicidade a mais ficares 
  Até altas horas decifrando o azul escuro      
     Dos rostos da noite e era para mim a inteira 
Maria, bela, misteriosa, boa                            
🌟
                  E tudo para mim ficou confiança e amor partilhado
  E Deus tinha derramado sobre nós                 
  A benção da sua mais alta estrela                     
E a beleza da noite nos acompanha                
Hoje onze de Agosto                                             
E a noite parecia encantada                              
🌟🌟🌟🌟🌟🌟
Inédito
11 - 08 - 2002
Biblioteca Nacional
Presto homenagem a todas as mães, especialmente àquelas que sofrem 
por seus filhos. Qualquer que seja o motivo, é sempre doloroso de mais.

O meu carinho especial a todos que recordam as suas mães. 

Com este poema presto também homenagem  às filhas, mães  que cuidam,
com imenso desvelo, carinho e sacrifício, de suas mães doentes.

Graça Alves e Ana Barradas são professoras, com mães doentes.

Leiam os desabafos da Graça...  Aqui  e  Aqui

🌟  A TODAS AS MÃES, O MEU CARINHO  🌟

quarta-feira, 1 de maio de 2019

... DULCE E ENNIO...

💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗💗

Ennio Morricone de 90 anos celebra 60 anos de carreira.

Dulce Pontes de 50, promove o seu álbum Peregrinação.



Em 2003,  EMorricone  convidou Dulce Pontes  --  a fim de consagrar
 uma voz que há muito admirava  --  para realizarem um trabalho em 
conjunto que deu origem ao álbum  Focus  que a cantora define como
 um caleidoscópio, pois nele canta clássicos e originais compostos pelo
 maestro especialmente para a sua voz, em quatro línguas. De facto, o
trabalho catapultou a carreira da ótima cantora a nível internacional.
Em 2017, este compositor, orquestrador e condutor iniciou  um périplo
mundial de despedida.  Preparou-o no ano transato,  a fim de atuar em
35 países, com 50 concertos e previsão estimada em 650 mil espetadores.
Vai estar presente em Portugal, na Altice Arena, Lisboa, no dia 6 de Maio
e nos dias 4, 7 e 8 em Espanha. Dulce Pontes atuará com ele e passará
 a ser sua convidada especial na próxima etapa, a final da volta.

  Espetáculos e bilhetes ....... Aqui

Promoção publicada pelo maestro ..... Aqui


... Nota ...
 Estas informações foram recolhidas nas secções de cultura
dos melhores jornais nacionais.

~~ ADENDA ~~

Informo os amigos que interagem neste blogue que,
por razões alheias à minha vontade, entro em pausa.

Peço desculpa pelo meu atraso em comentários devidos,
mas não esquecidos. Regularizarei logo que possível.
Abraços cordiais.

domingo, 28 de abril de 2019

~ APLAUDINDO A DANÇA...


🏵 NA VÉSPERA DO SEU DIA INTERNACIONAL 🏵


 ... Telas de Pierre Auguste Renoir ...

 'Dança na cidade'  e  'Dança no campo'.
  1832 - 1833


    ~~~ Danças populares ~~~

                 

                                    



    'Dança em Bougival' - 1833

    ... A dança na idade melhor ...


    ))) Nunca é tarde ...... Aqui (((