segunda-feira, 28 de agosto de 2017

~~ BEIJO DE SAUDADE ~~


~~  Poesia e música de Cabo Verde ~~



Tito Paris foi condecorado pelo PR, Marcelo R. de Sousa, no Palácio de Belém,
 em Abril de 2017. É um divulgador entusiasta da música do seu país, em Lisboa.
Muito querido no meio artístico, tem feito parcerias interessantes, como esta...


O autor e compositor foi Francisco Xavier da Cruz, conhecido por B Leza.

C M Lisboa - Medalha de Mérito a Tito Paris - aqui




~~ Poema bilingue ~~

A língua coloquial cabo-verdiana está prestes a ser adotada como 2ª lingua oficial.

~~ Beijo de Saudade ~~

          Ondas sagradas do Tejo
    Onda sagrada di Tejo        
       Deixa-me beijar as tuas águas
Dixám'bejábu bô água        
       Deixa-me dar-te um beijo
Dixám'dabu um bêjo        
       Um beijo de mágoa
Um bêjo di mágoa        
       Um beijo de saudade
Um bêjo de sodadi        
       Para levar ao mar e o mar à minha terra
 Pá bô levá mar, pá mar leval'nha terra       
  

                     Nas tuas ondas cristalinas
Na bôs onda cristalina        
       Deixa-me dar-te um beijo
Dixám'abú um bêjo        
       Na tua boca de menina
Na bô boca di minina        
       Deixa-me dar-te um beijo, oh Tejo
Dixám'dabu um bêjo, oh Tejo        
       Um beijo de mágoa
Um bêjo di mágoa        
       Um beijo de saudade
Um bêjo di saudadi        
       Para levar ao mar e o mar à minha terra
Pá bô levá mar, pá mar levál'nha terra       .
    

         Minha terra é aquela pequenina
Nha terra ê quêl piqinino        
       É Cabo Verde terra minha
È Cabo Verde, quêl quê di mio         
       Aquela que no mar parece criança
Aquel que na mar parcê minino        
       É filha do oceano
È fidjo d'oceano        
        É filha do céu
È fidjo di céu        
       Terra da minha mãe
Terra di nha mãe        
       Terra dos meus amores
Terra di nha cretcheu
Francisco Xavier da Cruz       

   Nota. Peço desculpa por algum lapso ortográfico que tenha cometido na língua crioula.

Baía do Mindelo, cidade natal de Tito Paris - Aqui


Francisco Xavier da Cruz não foi apenas um compositor extraordinário
que remodelou a música do seu país, mas também foi poeta e escritor,
deixando como legado à cultura de Cabo Verde, quatro livros,
essencialmente de poesia.
Amado pelo povo, a sua genialidade permanece em memórias sentidas
 num misto de realidade e lendas fantásticas.

Talvez deseje rever esta publicação sobre Cabo Verde...Aqui

18 comentários:

  1. Adorei desde a foto da abertura até a poesia.Linda foto desse marzão! beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Espero que esteja a recuperar a saúde. Adoro ouvir a Marisa. O poema é muito bonito e gostei de o ouvir interpretado a dois.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Belas palavras que sempre encontro aqui...
    Gostaria muito de visitar um dia Cabo Verde, pois dizem que é infinitamente bela a sua natureza! Um grande beijinho Majo e muitos dias felizes pela frente!!!

    Bia
    www.biaviagemambiental.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Há aqui uma comunidade cabo-verdiana considerável.
    Cheia de morabeza.
    Conhece o termo?
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Belíssima postagem!!

    Beijo e um dia feliz

    ResponderEliminar
  6. Vozes e intérpretes maravilhosos: Mariza e Tito Paris. Fiquei encantada a ouvir...
    Um beijo, minha Amiga Majo.

    ResponderEliminar
  7. Mariza e o seu beijo de saudade! e Tito Paris e com a sua merecida condecoração. Tudo muito bem relembrado aqui. Gostei!
    Abraço,

    ResponderEliminar
  8. Boa noite, querida Majo!
    Lindo vídeo!
    A tradução do poema é bela...
    Seja feliz e abençoada!
    Bjm de paz e bem

    ResponderEliminar
  9. Um dueto impecável numa interpretação fabulosa
    E poema espetacular. Um deleiteeee!!!
    Beijos minha querida amiga
    (✿◠‿◠)

    ResponderEliminar
  10. Uma postagem que nos envolve por inteiro.
    Excelentes escolhas.
    Bj, amiga

    ResponderEliminar
  11. Que interpretação linda dos dois. A letra é fantástica. Pura poesia.
    Gostei muito da postagem.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  12. Homenagens bem merecidas, a tua e a do Presidente da República.
    Gostei muito da interpretação a dois da canção.
    Bom fim de semana, amiga Majo.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  13. ~~~
    QUERIDOS AMIGOS, GRATÍSSIMA PELO APOIO E COLABORAÇÃO.

    QUEM TEM CONHECIMENTOS DE LIMGUÍSTICA, TEM MELHOR PREPARAÇÃO

    COMPREENDER COM TERNURA A LÍNGUA COLOQUIAL MISCELANIZADA.

    VÓS TIVESTES SENSIBILIDADE PARA A ENTENDER...

    HAVIA TAMBÉM A CONSIDERAR, ALÉM DA MÚSICA, O BELO POEMA.

    GRANDE ABRAÇO AOS PRESENTES E AOS AUSENTES EM FÉRIAS.

    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  14. Que bom ter voce sempre nos apresentando o que de melhor produziu a musica de além mar.
    Lindo canto de Cabo Verde e interessante esta tradução e intenção de criação.Tenho meu carinho especial pela musica que se produz por aí. Suas pesquisas são como sala de aula Majo, a gente vem, se delicia em musica e ainda aprende historias.
    Amei.
    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Majo
    Gostei desta postagem, em homenagem ao Tito Paris.
    Quando tiver oportunidade ouça esta "Quando a Noite Já ia Serena (Com Tito Paris) - Sebastião Antunes e Quadrilha" que é fabulosa assim como a letra da mesma.
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  16. Eu gosto do dialeto cabo-verdiano, para mim, imortalizado na voz da Cesária Évora.
    Obrigada por esta partilha de conhecimentos e por este dueto de cantores magnífico!
    beijinho

    ResponderEliminar
  17. Uma merecida condecoração!
    Gosto de ouvir a Marisa e conheço pouco da sua obra!!! Bj

    ResponderEliminar