***

~~~ Serra da Arrábida ~~~
O Parque Natural da Arrábida compreende a cadeia montanhosa e uma vasta área marinha. Com um microclima especial, desenvolve uma vegetação rara e muito interessante.
A sua costa é lindíssima... A Premium Tour, considerou a Arrábida como um dos cinco lugares mais belos em Portugal no outono, apresentando esta foto.

sábado, 10 de dezembro de 2016

DIREITOS HUMANOS






Dia Internacional dos Direitos Humanos

São muitos os que não gostam do nosso nobel,
mas mesmo não gostando, devem admitir que muito
 dignificou e prestigiou o nosso país como convidado  especial
de universidades e sociedades literárias de todo o mundo.
Porém, foi em Estocolmo que pronunciou - bem alto - 
as palavras que a maior parte de nós, gostaria de ter aplaudido.







Destaque do discurso do banquete de Estocolmo.
                                                                                                                                                                                                                        
                                                                                                                                                                                        

(Foi em 1998. Passaram-se 18 anos e tudo está muito pior!)

«Cumpriram-se hoje exactamente 50 anos
 sobre a Declaração Universal dos Direitos Humanos.
...  ...  ... ...
Neste meio século não parece que os governos tenham feito pelos direitos humanos
tudo aquilo a que moralmente estavam obrigados. As injustiças multiplicam-se,
 as desigualdades agravam-se, a ignorância cresce, a miséria alastra.
A mesma esquizofrénica humanidade capaz de enviar instrumentos a um planeta para
estudar a composição das rochas, assiste indiferente à morte de pessoas pela fome.
Chega-se mais facilmente a Marte do que ao nosso próprio semelhante.
Alguém não anda a cumprir o seu dever. Não andam a cumprir os governos,
 porque não sabem, porque não podem, ou porque não querem.
Ou porque não permitem aquelas que efectivamente governam o mundo, as
empresas multinacionais e pluricontinentais cujo poder, absolutamente não democrático, 
reduziu a quase nada o que ainda restava do ideal da democracia.
Mas também não estão a cumprir os seus deveres os cidadãos que somos.
Pensamos que nenhuns direitos poderão subsistir sem a simetria dos deveres...
e que não é de esperar que os governos façam nos próximos 50 anos
o que não fizeram nestes que comemoramos.
Tomemos então, nós, cidadãos comuns a palavra. Com a mesma veemência»...
...  ...  ...  ...  ...
Na íntegra aqui.
Notas.
Não sendo comunista,  gosto do homem
de letras vertical que foi Saramago.
Fontes das fotos - A B

30 comentários:

  1. Concordo, Francisco.
    Grata pelo incentivo, amigo.
    Beijinho.
    ~~~~

    ResponderEliminar
  2. Eu sou das que ainda estou a tentar "encontrar-me" com Saramago. Gostei muito de alguns dos seus livros. Adorei alguns dos livros que li. E não gostei nada de outros embora eles sejam muito elogiados. Não será decerto defeito do escritor, mas incapacidade minha de "entrar" na escrita.
    Gostei muito deste texto. Obrigado pela partilha
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há na obra de Saramago uma ironia mais ou menos evidente que a torna divertida.
      Gostou deste texto, porque é uma mulher de princípios e de bom gosto.
      ~~~ Abraço ~~~

      Eliminar
  3. Guardei o discurso de Saramago quando foi publicado no jornal. Achei fantástico. Foi bom encontrar aqui este trecho, Majo e também acho que está tudo pior... Eu aprecio muito o escritor que ele foi. Porque era muito criativo e sabia muito bem contar histórias. Li quase tudo.
    Um beijo e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais uma vez, estamos em sintonia, Graça.
      Beijo e uma Quadra Natalícia muito feliz.
      ~~~~~~~~~~~~~~~~~

      Eliminar
  4. Palavras sábias de ontem que ainda hoje nos alfinetam deixando cicatrizes profundas... Saramago fez, contou e deixou histórias eternas!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  5. Ele tem razão, Célia, é preciso tomarmos as rédeas do combate e exigirmos.
    Grata pela colaboração.
    Abraço.
    ~~~

    ResponderEliminar
  6. Amiga Majo.
    Saramago era um Homem com um espírito muito lúcido e irónico, talvez por isso controverso.
    É triste ver que tudo continua na mesma, senão pior.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Fbb, as pessoas não sabem respeitar nem a ideologia, nem a diferença.
      Em relação aos direitos humanos, o mundo anda lastimável.
      Beijinho.
      ~~~~

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  7. Não é necessário ser do PCP para se gostar de Saramago. E depois também temos que acreditar nos "sábios" que decidem quem pode ganhar um Prémio Nobel. E também sabemos quem foi o PR que o detestava...
    Abraço, Majo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem razão, Manuel.
      Agradeço a sua participação e colaboração.
      Abraço, amigo.
      ~~~~~~~~~

      Eliminar
  8. Uma ser humano íntegro que não se intimida e usa a oratória para instigar os semelhantes a tomarem decisões e para que haja mudanças conclama todos os cidadão
    Vamos crer que algo possa mudar
    Um abraço apertinho e um lindo final de semana Majo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo inteiramente consigo, Gracita.
      Grata pelo seu comentário lúcido e esperançoso.
      Terno abraço, amiga.
      ~~~~~~~~~~~~~

      Eliminar
  9. Olá, Majo!
    Adoro Saramago e mal de mim se não gostasse, pois tenho de o "ensinar" todos os anos!
    E faço questão de introduzir o discurso do nosso Nobel, quando o ensino, pois é um texto belíssimo sobre Direitos Humanos e sobre o Homem e as suas diversas atitudes!
    Um post muito bem pensado para a data em questão.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Gostei muito da sua participação e colaboração, Graça.
    Ótimo domingo.
    Beijinhos.
    ~~~~

    ResponderEliminar
  11. Direitos Humanos, Majo, quem se lembra deles? Quem os respeita e põe em prática?
    Um vazio, um desespero, uma revolta imensa.

    Bom Domingo.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo inteiramente consigo, MJ.
      Grata por deixar a sua opinião, num dia em que houve pouca participação...
      Dias felizes.
      Beijinho.
      ~~~~

      Eliminar
  12. Há muita gente que já os esqueceu!!!
    É sempre bom falar do assunto!
    bj

    ResponderEliminar
  13. Penso que devíamos gritar, Gracinha.
    Grata por unir a sua palavra à minha.
    Beijinho.
    ~~~~

    ResponderEliminar
  14. Convite aceite.

    Partilho inteiramente a Nota.

    Eu gosto muito do escritor, sempre gostei. Gosto do poeta, do romancista, do contista...e da sua voz clara e lúcida de tantas intervenções públicas. Há muito que acompanho a obra dele e ainda tenho alguns livros para ler.

    Falou na hora certa. Que diria hoje?

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana, gratíssima pela sua participação que abrilhanta esta página.
      Concordo com a apreciação que fez do escritor.
      Lamento muito não vislumbrar um resquício que aponte para uma ordem universal...
      Beijo
      ~~~

      Eliminar
  15. Estive aqui ontem, apreciei a ideia de juntar a efeméride ao Nobel da literatura e, quando ia submeter o "textinho" pimba, fiquei sem bateria.
    Fazia considerações à qualidade da escrita de Saramago e à embirração de muita gentinha que se justifica alegando a parcimónia do autor no que diz respeito à pontuação quando, na verdade, subsistem ainda é pruridos ideolõgicos.
    Muito bom (20)!
    Bj.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma participação admirável.
      Muito obrigada pelo incentivo, amigo.
      Bj ~~~~~~~~~~~~~~~~~~

      Eliminar
  16. Foi Nobel e é bom que não se esqueçam que era português....
    beijinho
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Beijinho, estimada amiga.
      ~~~~~~~~~~~~~~

      Eliminar
  17. ~~~
    É AGRADÁVEL SABER QUE APRECIARAM A POSTAGEM.
    A TODOS A MINHA GRATIDÃO PELO INCENTIVO E O
    DESEJO DE UMA FELIZ QUADRA NATALÍCIA.
    Bjs ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  18. Aprecio o homem e o escritor, mesmo o seu percurso de vida. Gostei de reler o seu discurso. Infelizmente, os homens clarividentes tornam-se adivinhos. O mundo não melhora, piora. E, com o avanço tecnológico, a magnitude dos seus males é arrasador.
    Como sempre, excelente a tua partilha.
    (O vídeo só abro no PC)
    BJ, Majo👍

    ResponderEliminar
  19. Concordo em absoluto, com o que afirmou, Majo!
    E adoro o pedaço do discurso em que falou do seu avô... o homem mais sábio do mundo, que não sabia ler nem escrever...
    A sabedoria... a verdadeira... advém da sensibilidade através da qual se compreende o mundo...
    Também sou admiradora da sua obra, por muito controversa que a achem...
    Beijinho
    Ana

    ResponderEliminar