***

*** PAISAGEM CULTURAL MARÍTIMA DOS AÇORES ***
A montanha e parte da Ilha do Pico vistas de uma zona elevada da ilha do Faial. As ilhas estão separadas por um estreito de 8,3 Km de largura, que é designado por Canal do Faial, expressão que deu título ao romance de Nemésio. O mar agitado prejudicou este ano as atividades da Semana do Mar.
~~ A fotografia - «Moinhos da Ilha do Faial» - é da autoria de Fernando Araújo.~~

segunda-feira, 13 de março de 2017

ANNA KARENINA

                           
~~ A obra-prima de Tolstoi narrada por expressão corporal ~~

 

Ópera e Teatro de Zurique
O ballet estreou com dois primeiros bailarinos especiais:
um português e um brasileiro.


Ana Karerina coreografada pelo alemão Cristian Spuck
foi uma criação do Ballet de Zurich para
Victorina Kapitonova, Filipe Portugal e Denis Vieira,
com performances na Ópera daquela cidade Suíça.
Tem espectáculos agendados para 2017, já com outros artistas. Veja.

Viktorina Kapitonova

É uma «prima ballerina» russa que estudou em várias escolas
com algum treino no Bolshoi de Moscovo. Estava numa escola
moscovita na temporada 2008/9, quando foi convidada para dançar
no Ballet de Zurique como bailarina principal.
Trabalhou com dezasseis coreógrafos em ballet clássico e moderno,
antes de ser convidada para interpretar Ana Karenina. 

Filipe Portugal
Um português que nos honra na Europa...

Afilhado muito amado duma Amiga que o trata por «meu menino de ouro»,
estudou em Lisboa e após um compromisso inicial com o ballet nacional
- CNB - ingressou em 2002 no Ballet de Zurique onde permaneceu até 2009.
Nesse período, desempenhou papéis a solo, titulares e criou coreografias.
Regressado ao CNB, foi bailarino principal em peças belíssimas.
Voltou a Zurique em 2011, continuando a interpretar papéis de destaque.
 Em 2015, foi convidado a desempenhar o papel de Alexij Karenin.

Denis Vieira

É natural de Joinville e depois de ter iniciado ballet na Escola Municipal,
 foi admitido aos oito anos para estudar no Teatro Bolshoi do Brasil.
Aprovado bailarino aos 16 anos, fez parte da companhia juvenil da escola,
porém, aos 18 anos resolveu mudar-se para o Teatro Mun. do Rio de Janeiro,
onde desempenhou todos os papéis principais e aprendeu muito com a
 professora Cecília. Em 2014, com 21 anos, ingressou no Ballet de Zurich. 

Cena dramática com Filipe Portugal
Fontes
A - B - C - D - E - F - G - H

32 comentários:

  1. Estrelas que brilham honrando o nome de Portugal. Obrigada pela partilha.

    ResponderEliminar
  2. Deve ser um ballet lindíssimo de se ver ao vivo! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  3. Tenho que confessar que a minha sensibilidade para o bailado é muito reduzida.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Em dose dupla hoje.... Já cá estou de novo para compensar :)
    Um orgulho esse Português e a Denis Vieira que é da terra do meu cunhado brasuka, Joiville!
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Anna Karenina, uma obra que me marcou e que bem merece ser narrada através da expressão corporal, como dizes, e de forma sublime, reforçada pelo brilho destas estrelas.
    Brilhante partilha.
    Bj, Majo 👏

    ResponderEliminar
  6. Excelente postagem e divulgação cultural da arte, Majo! Isso já se tornou identidade sua! Parabéns!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  7. Mais uma pertinente divulgação cultural, querida Majo. Li o livro, que é uma verdadeira obra-prima da literatura.

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  8. Informação muito interessante, Majo! Haja alguns portugueses que nos redimam dos outros que nós cá sabemos...

    ResponderEliminar
  9. Gosto imenso de bailado. Não tive ainda a sorte de ver Anna Karenina, que deve ser um bailado lindíssimo como demonstram as imagens. Também fico orgulhosa com o nosso Filipe Portugal. Obrigada, Majo, por tudo o que me proporciona aqui, neste seu espaço.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  10. Boa reportagem. Filipe Portugal, um orgulho. Pena que em Portugal só de dê valor aqueles que andam aos pontapés na bola.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  11. Olá Majo,

    Uma postagem extraordinária. Meus cumprimentos!
    É um orgulho para nós, brasileiros, ter um componente tão talentoso no Ballet de Zurich.
    Anna Karenina foi considerada "impecável como obra de arte".
    Pelo que se vê de sua postagem, deve ser uma espetáculo grandioso.
    Também vou compartilhar devido à riqueza cultural da postagem.

    Feliz semana!

    Beijo.

    ResponderEliminar
  12. gostei muito de ver os videos do ballet, não conhecia esses excelentes dançarinos !
    abraço
    Angela

    ResponderEliminar
  13. Lev Tolstoi. É OBRA!
    E obra é coreografar uma peça deste quilate, a Anna Karenina.
    E obra é fazer divulgação cultural desta forma simples (o simples não é fácil) com realce para o bailarino português.
    Só me resta agradecer e dar os parabéns à promotora, a amiga Majo.

    ResponderEliminar
  14. Olá Majo.
    Isto é que chamo de postagem de luxo, na qual se tem belas imagens, ótimo texto e música da melhor qualidade. Gostei muito. Parabéns.
    Abraços.
    Pedro

    ResponderEliminar
  15. Obrigada, Majo.
    Não conhecia.
    Belo trabalho de investigação o do teu blogue.
    Tu uma investigadora, eu uma impulsiva.... :)

    Beijinho grande

    ResponderEliminar
  16. Imagens extraordinárias e dois vídeos espetaculares. Como já é hábito, a Majo, deixa-nos "espantados" com estas escolhas. Os meus parabéns!

    ResponderEliminar
  17. Anna Karenina-Liev Tolstoi. Excelente romance, magnífico filme e, agora, deslumbrante coreografia de uma obra tão complexa. Desconhecia e adorei. Parabéns, Majo, pela investigação e pela divulgação. Excelente. Bj

    ResponderEliminar
  18. AGRADEÇO PROFUNDAMENTE OS ELOGIOS QUE MERECEU ESTA MINHA INVESTIGAÇÃO.

    COM EFEITO, NÃO FOI FÁCIL. NÃO SE PERCEBE COMO ARTISTAS COMO ESTES NÃO

    TENHAM UMA PÁGINA NA «WIKIPEDIA»...

    GRATÍSSIMA PELO APOIO E INCENTIVO.

    ABRAÇOS AFETUOSOS.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  19. Que dizer deste belíssimo post, cara Majo? Agradecer é pobre, muito pobre. Enaltecer a pesquisa, o trabalho que a mesma exigiu, o fabuloso resultado final e, por fim, a partilha, é o mínimo dos mínimos.

    Um grande, grande obrigada, isto em meu nome e no de Filipe Portugal.:)

    Abraço, Amiga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei muito de saber que apreciou a surpresa, MJ.

      Porém, tudo aconteceu pelo reconhecimento do valor profissional do seu filho e da maneira

      como honra Portugal na Europa.

      Lamento que os nossos talentos não sejam devidamente apreciados, até porque poderiam servir

      de estímulo e incentivo.

      Abraço, Amiga.
      ~~~~~~~~~~

      Eliminar
  20. Não me importava de ver...

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  21. Deve ser majestoso!
    Adorei sua escolha! Bj

    ResponderEliminar
  22. Uma vez mais muito obrigada, querida Majo.

    Apenas um pequenino esclarecimento. Filipe Portugal é meu afilhado e não filho. É um menino que acompanhei desde sempre, amiga maior que sou de sua Mãe. Para mim, a verdade, é que além de afilhado é um filho do coração, um filho muito amado, um menino de ouro que me enche de orgulho.:)

    Abraço, Amiga Majo.

    ResponderEliminar
  23. Majo
    obrigada por esta excelente postagem.
    esse menino Filipe Portugal deve ser mesmo além de um menino de ouro um menino cheio de talento.
    parabéns!
    :)

    ResponderEliminar
  24. Deve ser lindo, Majo. Gostaria de assistir um espetáculo tão maravilhoso como esse.
    Bela postagem. Teu blog tem muita cultura. Adoro!
    Beijinhos estalados.

    ResponderEliminar
  25. Ana K. , obra que jamais esqueci e que quando transmitida na série com respetivo nome , me prendia ao ecran , pelo que o bailado tem que ser inesquecível , pelos bailarinos que o honram . Tudo , faz com que esta postagem esteja fantástica
    Parabéns Majo !

    ResponderEliminar
  26. Boa tarde, embora tarde mas felizmente, os portugueses começa aparecer nos palcos internacionais como bailarinos, vi uma reportagem que cada vez mais em Portugal, existe uma maior aderência masculina ao balet.
    AG

    ResponderEliminar
  27. Grata pela excelente partilha. Deve ser emocionante ver Anna Karenina em ballet e com um bailarino português.
    beijinho.

    ResponderEliminar
  28. ~~~
    ACREDITEM, AMIGOS, QUE ESTA PÁGINA EMOCIONA-ME!

    MAIS UMA VEZ, O MEU RECONHECIMENTO PELA VOSSA PARTICIPAÇÃO.

    ~~~ ABRAÇOS ~~~

    ResponderEliminar
  29. Que bom, constatar a presença de um português num espectáculo destes, ao mais alto nível!...
    Mais uma vez, um lote de partilhas de uma qualidade impressionante, por aqui!...
    Deve ser mesmo um espectáculo profundamente apaixonante, e arrebatador, assistido ao vivo!
    Beijinho
    Ana

    ResponderEliminar
  30. Gosto sempre de ler os livros antes dos filmes :)
    Deste autor li Ressurreição há muitos anos e achei sublime.
    Ando a adiar a leitura de Anna Karenina...não tenho tido fôlego :)
    O meu escritor russo preferido é o Dostoievsky.
    Obrigada pelos vídeos!
    Beijinho

    ResponderEliminar