DIREITOS DE AUTORIA

**************************************************** NO PAINEL SUPERIOR -- O TEJO JUNTO DE LISBOA ***************************************************

sábado, 24 de abril de 2021

CELEBRANDO ABRIL COM MANUEL ALEGRE

     *TROVA DO VENTO QUE PASSA* 
*Poema de Abril*Canção de intervenção*

~~ Celebrando a revolução, sem sangue, há 47 anos ~~

    
~~ Em balada de Coimbra ~~

Manuel Alegre de Melo Duarte, nascido em Águeda a 12 de Maioestá prestes a celebrar o seu 85º aniversário.
Uma longa vida dedicada às Letras. Cursou Direito na Faculdade de Coimbra, 
onde participou em atividades culturais. A sua vida como defensor  de causas: resistente à ditadura, exilado, ativista, escritor, poeta e político socialista;  é conhecida por todos os portugueses... Foi galhardoado com todos os prémios de literatura nacionais, o Camões em 2017 

No parlamento, ou na comunicação social, foi uma voz que sempre se  ouviu em defesa dos valores de Abril, nomeadamente, pelo direito à igualdade. 

 
... O poema Trova Do Vento Que Passa, foi escrito no seu exílio em Argel ...      
 ~~ Um exílio de 10 anos, onde continuou a sua luta pela democracia. ~~

))) Declamado pelo Poeta (((
~~ Acompanhado por Carlos Paredes ~~

Foi dos seus poemas que se popularizou na voz de inteletuais, como Zeca Afonso
e Adriano Correia de Oliveira, ou cantado por outros artistas populares da época.
Amália Rodrigues interpretou-o em fado, no ano 1970.
~~ Em fado de Lisboa ~~

A fadista Marta Alves,  cantou o poema em 2020,  na Festa dos 730 anos da Un 
de Coimbra -- síntese da história da universidade -- em homenagem ao Poeta.
Foi acompanhada pela Orq da Tuna Académica e pelo guitarrista BChaveiro.

30 comentários:

  1. Manuel Alegre é sem dúvida um poeta, digamos que musical, que um dia deixará obra poética para vigorar na história. Belas interpretações aqui oferecidas.
    .
    Feliz fim de semana
    Abraço poético
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  2. Como sempre nos deixa publicações fascinantes e cheias de recordações! :)
    *
    Quero que leias esta carta rabiscada
    -
    Beijo e um excelente fim de semana...

    ResponderEliminar
  3. Uma data bem comemorada com essa trova ao vento que pasa. Linda homenagem. Ótimo domingo pra ti e teus! bjs, chica

    ResponderEliminar
  4. Una bonita entrada con ese poema que le pregunta al viento con nostalgia y tristeza por las penas del país exiliado y que el fado aún le añade más intensidad y nostalgia.
    Abrazos Majo.

    ResponderEliminar
  5. Também aprecio muito a poesia de Manuel Alegre. Boa recolha para nosso prazer e enriquecimento cultural.
    sabes bem que aprecio tudo o que publicas. Nem quero perder, mas tenho passado apressada, como dizes. Luto com o tempo. Hei de recuperar.

    Aprecio também a tua sinceridade, minha amiga. Obrigada.

    Um abraço muito grande.

    ResponderEliminar
  6. Olá, amiga Majo!

    Este poema, é talvez um dos mais emblemáticos de Manuel Alegre. Palavras que descrevem na perfeição, as amarras que o regime impunha aos portugueses.

    Excelente escolha, minha amiga!
    Beijinhos e ótimo domingo!

    ResponderEliminar
  7. Manuel Alegre pertence ao grupo dos imortais, e isto não é uma frase feita, é uma realidade inquestionável.

    Bom Domingo.
    Abraço amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tão bom teres regressado aos blogues! Beijinhos
      ~~~~~

      Eliminar
  8. Uma excepcional escolha para celebrar esta marcante data
    O poeta derrama ao vento a dor da distância de sua pátria amada
    Uma riqueza cultural que me extasia minha amiga
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Nossa...dá um aperto enorme e uma vontade incrível de chorar, nessa voz sentida desse poeta fantástico; é uma flecha de sofrimento que vai direto ao coração. E lá, revivemos tudo.

    "(...) e os rios não me sossegam
    levam sonhos e deixam mágoas..."

    A verdade é que sofremos como cães sobre as terras de nossa pátria, e nada! Nada se arruma.
    Sei lá, amiga ando sensível demais.
    Meu maior abraço ao povo português, nossos irmãos queridos, e que já passaram por 'muitas'.
    Beijo, querida Majo.

    ResponderEliminar
  10. Siempre me han gustado su poemas . Gracias por hacermelo conocer un poco mas te mando un beso

    ResponderEliminar
  11. Vozes e poemas de intervenção, quando o nosso país desejava ainda a Liberdade que não tinha. Manuel Alegre continua a fazer sentido agora que o nosso país passa por tantas dificuldades a todos os níveis e que há tanta gente desencantada. Excelente a sua postagem. minha Amiga Majo!
    Um dia tranquilo e muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  12. Bom dia Majo,
    Uma bonita homenagem de celebração desta data que penso ter ficado gravada no coração de todos os portugueses que a viveram.
    A liberdade é algo que não tem preço e 25 de Abril é desse facto símbolo.
    Manuel Alegre um dos grandes que a defendeu e lutou por ela.
    Viva o 25 de Abril!
    Beijinhos e ótimo domingo.
    Ailime

    ResponderEliminar
  13. Que o seu 25/Abril seja com boas e vivas recordações, Majo. Linda homenagem aqui.
    A liberdade é um presente que precisamos cativar com toda vontade. Todo ser humano deseja ser verdadeiramente livre!...
    O meu carinho...

    ResponderEliminar
  14. Una bella entrada amiga Majo, en homenaje a ese gran poeta exiliado de su país.
    Gran tristeza la del poeta en ese bello poema.
    Buen aniversario para rendir este bello homenaje.
    Un fuerte abrazo y buen resto de semana.

    ResponderEliminar
  15. Gente de Coimbra é assim.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
  16. Un gran poeta amiga Majo, que lindo tu post de hoy. Saludos y abrazo a la distancia.

    ResponderEliminar
  17. Uma bela forma de comemorar uma data que nunca deveremos esquecer! :) Beijinhos querida Majo.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  18. Que Abril nunca morra. Apesar das vicissitudes que se lhe colocam.

    Feliz semana, minha amiga.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou fazendo por isso, Mário. Vou fazendo por isso!
      Beijinhos

      Eliminar
  19. Homenagear cantando a nossa liberdade. Gosto do pensamento poético, critico e combativo de Manuel Alegre. Recordo-o do tempo antes e do após 25 de Abril.
    Amado por uns e odiado por outros, mas ninguém fica indiferente ao seu génio literário e poético.

    ResponderEliminar
  20. Un hermoso poema, con mucha fuerza y la interpretación cantada es genial.
    Un abrazo amiga Majo

    ResponderEliminar
  21. Eu tinha a certeza de aqui vir encontrar um excelente «post» sobre o 25 de Abril. Superou! Uma maravilha. Par lá de grande poeta, é senhor de uma voz poderosa.

    Beijo

    ResponderEliminar
  22. Sempre me dás a conhecer grandes personalidades portugueses, Majo. Obrigado por este, a quem também me apresentas. Agradou-me imenso o poema, obra de um verdadeiro artista, sem prejuízo da sua brilhante carreira de homem público! Meu abraço, amiga; boa semana.

    ResponderEliminar
  23. Gosto de poesia e declamada assim, muito mais.
    Bom trabalho que muito aprecio pela excelente qualidade.
    Ao mesmo tempo pela homenagem a quem com a sua voz impulsou um grande movimento. A pena está em não chegar a alcançar os fins desejados.
    Abraço de vida, querida amiga.

    ResponderEliminar
  24. Uma ditadura tem este lado de despertar os grande poetas.
    Uma bonita vasta postagem na homenagem a data inesquecível.
    Data que deve acordar as mentes, preservar a democracia.
    concretizar os direitos das mulheres e consolidar de vez.
    Grato Majo por trazer esta bela obra deste grande resistente.
    Li várias homenagens sobre a data e a sua creio nao ter vindo pelo feed que será descontinuado.
    Que a semana esteja leve e alegre.
    Beijo amiga.

    ResponderEliminar
  25. Deu um fado muito bonito.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  26. Oi Majo
    Que linda e triste postagem, existe sempre a inversão de valores.
    Um lindo e triste fado
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  27. ~~~
    «MINHA PÁTRIA À FLOR DAS ÁGUAS
    PARA ONDE VAIS? NINGUÉM DIZ.»
    Manuel Alegre

    OS GRANDES PAQUETES PARTIAM CARREGADOS COM JOVENS A CAMINHO

    DE UM FUTURO INCERTO EM TERRAS TROPICAIS...

    AGRADEÇO A TODOS O CARINHO E SOLIDARIEDADE POR CELEBRAREM COMIGO

    ESSE DIA GLORIOSO EMOCIONANTE: O DA REVOLUÇÃO, O DIA DA LIBERDADE.

    QUE VIBRE SEMPRE A NOSSA COMOÇÃO!

    A CADA UM, UM ABRAÇO FESTIVO ESPECIAL.

    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar

~~~~~~~ 💛 ESTIMADO LEITOR 💛 ~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~ Depois de colocar o seu comentário,
~~~~~~ aceda a «mensagem antiga»
~~~ e leia a que habitualmente lhe deixo.
~~~~~ ~ ~ ~ ~ Muito obrigada... ~ ~ ~ ~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~-~~~~~