segunda-feira, 22 de abril de 2019

~ DIA DA TERRA 🌍


 Todos sabemos que o problema mais premente do nosso
planeta, é o  aquecimento global.  Urge tomar  atitudes.
Faça a sua parte.  Lembre-se que pequenos gestos feitos
por milhões,  transformam-se em resultados notáveis. 
As minhas sugestões...
💚
Sem jardim? Plante em vasos. Prefira vegetais folhosos.
Nas cidades, fazem muita falta.
💚
O líquido ferveu? Coloque a chama no mínimo, mais calor
 não aumenta a temperatura, só favorece a evaporação.
💚
Comece a pensar a sério investir em panéis solares, e num
carro elétrico. Entretanto, faça revisões com zelo.
💚
Na hora de votar, pense bem na Terra que quer deixar por
herança, aos seus descendentes.

🌲🌲🌲🌲🌲🌲🌲🌳🌳🌳🌳🌳🌳🌳🌲🌲🌲🌲🌲🌲🌲

'RECORDANDO A BELEZA DO NOSSO LAR CÓSMICO'
 

UM CANTO SUBLIME 
💚💚💚💚💚💚💚💚💚💚💚💚💚💚💚💚💚💚💚💚💚💚💚💚💚
´
Foi seu canto afinado e cristalino
que os encantou e os ligou em elo propenso
a uma harmonia plena, a um só destino,
duo sincronizado, leve ou denso.
💚
De dia pulsa o viço campesino
ao qual se ligam de modo intenso,
à noite comove-os o argentino
cosmos, o seu silêncio e espaço imenso.
💚
Ocasos matizados e esplendor
são celebrados no alto da colina.
Sorri a lua, aves bailam em redor,
 💚
canto duplo, emoção, enlace tocante!
Breve cintilará enfim, divina,
sua noite estrelada, deslumbrante.
💚💚💚💚💚💚
MajoDutra

🌳🌳🌳🌳🌳🌳🌳🌲🌲🌲🌲🌲🌲🌲🌲🌲🌳🌳🌳🌳🌳🌳🌳

Nota                                                                               
Compus inicialmente este soneto decassílabo para a imagem supra  publicada, 
numa blogagem coletiva de caráter lúdico. Posteriormente, trabalhei o texto.

30 comentários:

  1. Um soneto que pulsa vida e um alerta toda a sua partilha!!!
    Bj

    ResponderEliminar
  2. Simplesmente maravilhosa tua homenagem ao dia da Terra e temos realmente que ter cada vez mais ATITUDES! Gostei muito! Linda semana! beijos, chica

    ResponderEliminar
  3. A Terra. Este nosso planeta azul tão maltratado… As suas sugestões são excelentes. Mas gostei imenso do seu soneto "Um canto sublime". Deixe-me destacar:
    "De dia pulsa o viço campesino
    ao qual se ligam de modo intenso,
    à noite comove-os o argentino
    cosmos, o seu silêncio e espaço imenso." Uma beleza!
    Uma boa semana.
    Um beijo, minha Amiga Majo.

    ResponderEliminar
  4. Eu por norma faço tudo ao meu alcance para não prejudicar o nosso planeta, não consumo muito (roupas e afins), uso tudo até ao fim sem gerar desperdícios, faço reciclagem, ando de transportes públicos... Beijinhos e boa semana querida Majo.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  5. Todos temos que fazer a nossa parte, não só evitando contribuir para a poluição, como consciencializando os outros para o problema.
    Gostei do poema
    Abraço e boa semana

    ResponderEliminar
  6. Uma poesia...um canto...Toca ternamente a sensibilidade do coração.
    Tenha uma bela semana.
    Élys.

    ResponderEliminar
  7. Que lindo, Majo!
    Para mim todos os dias são da terra.
    Faço por isso :)
    Beijinho grande

    ResponderEliminar
  8. Querida Amiga
    Gostei das sugestões para ajudar o nosso tão maltratado Planeta.
    Eu faço os possíveis por contribuir com o que está ao meu alcance.
    Reciclagem ao máximo. Tudo o que é reciclável eu não junto ao lixo doméstico. Há muitos anos faço isso. Separo sempre embalagens, vidro e papéis (cartão) e coloco nos contentores próprios.
    E... agora que o Verão que está quase a chegar e eu adoro praia, sol e mar... nada de lixo na praia…

    O seu soneto é muito lindo e perfeitamente enquadrado na imagem que o encima.
    Não sei se já tive oportunidade de lhe dizer (perdoe se estou a repetir-me…): o soneto é a forma de poesia de que mais gosto, e também a mais difícil de compor - dito por mim e por um grande amigo poeta, especialista no assunto - Humberto Neto, com assento na ACADEMIA DE LETRAS BRASILEIRA.

    Espero que a sua PÁSCOA TENHA SIDO MUITO FELIZ.

    Desejo uma semana feliz
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
  9. Uma postagem brilhante!
    AMEI. Boa noite!

    *
    Que bom seria, se o céu fosse azul claro
    Beijos e uma excelente semana.

    ResponderEliminar
  10. Parabéns, Majo! Está perfeito o soneto com mensagem oportuna e recorrente que a imagem ilustra. Bem metrificado e rimado. Eu gostei dele e gosto desse tipo de literatura pela beleza da linguagem e ritmo. Os parnasianos se foram, mas seus legados são extraordinários. Dos portugueses, gosto demais de Florbela, entre tantos. Continue no caminho que estás no rumo certo, para mim. Grande abraço! Laerte.

    ResponderEliminar
  11. Um belo canto sublime Majo.
    A Terra pede socorro e os homens em contra mão escondem as mãos e tudo fazem para piorar.
    Ação que mais precisamos não vemos, pois os grandes capitalistas não se importam e a produção em massa e crescente é o que mais interessa. A Terra grita e tem nos dado prova de sua agressão.
    Uma bela postagem e grito poético de muita valia e meus aplausos pela inspiração.
    Gosto de ver estes avanços na poesia.
    Uma boa semana querida Majo.
    Beijo

    ResponderEliminar
  12. E explicar isso ao louro burro???!! :(
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Um belo convite à reflexão sobre a sobrevivência do próprio homem, que depende 100% de um planeta saudável.
    Parabéns pelo soneto, Majo!
    Um abraço e obrigada pelas dicas, principalmente pela segunda, que eu desconhecia...

    ResponderEliminar
  14. Da tua lavra um canto duplo e sublime.
    O vídeo em louvor da terra e da harmonia. Lutemos por isso!

    Este é um post fantástico, querida Majo!

    Terno abraço.

    ResponderEliminar
  15. Majo,
    A Terra é nossa casa
    e infelizmente a quantidade
    de seres que não cuida
    é maior do que os que
    cuidam ou tem essa conciencia
    de que a Terra é de e para
    todos.
    Linda publicação.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderEliminar
  16. Muito interessante a sua publicação. :))

    Hoje:-Quando o sol brilha em desalento.

    Bjos
    Votos de uma óptima noite

    ResponderEliminar
  17. Viva, Majo. Via a Terra, nosso berço, nosso sustento, nosso trabalho-agasalho, nosso tudo e nosso nada.
    É meritória a mensagem que subjaz esta edição, não que as outras, noutros dias, o não sejam, mas a premência que há no zelo da Casa, a que cada um está obrigado, é imediato, sem delongas.
    O soneto é uma forma arriscada pelas regras de métrica, rima e cume do desenlace. A Majo deu conta do recado. Apreciei os momentos de belo efeito frásico, num ambiente de pendor idílico, a que não falta a tensão dos opostos para lhe realçar a beleza. A caminho do belo.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  18. A terra nos abraça quando a abraçamos com ternura e sabedoria. Oi Majo! Por falar em terra, estou chegando de uma pescaria, longe de quaisquer tecnologia. Vez ou outra saio para vivenciar e interagir com a mãe terra e seus grandes e belos rios. Pode parecer fácil, mas não é nada fácil interagir com a natureza apenas com ferramentas necessárias para sobrevivência. Pescaria, banho no rio, etc etc. A gente chega um pouco cansado, mas é satisfatório. Bela postagem, como sempre. Seu soneto e´belíssimo!Grande beijo. Obrigado pelas felicitações! ESpero que tenha tido uma bela pascoa.

    ResponderEliminar
  19. A Terra nos acolhe, nos abraça e dá o sustento. Saibamos retribuir com o mesmo amor e zelo
    E o teu majestoso poema veio agregar beleza e esplendor à sua linda homenagem à mãe Gaia
    Tenha um dia de paz e muitas alegrias
    Doces beijinhos

    ResponderEliminar
  20. Parabéns pelo talento poético!

    A Terra, nossa casa-mãe, merece o nosso carinho e atenção.

    (PS.: comecei a publicar as orquídeas, conforme a sua sugestão :) )

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  21. Olá, Majo

    As suas sugestões lembram-nos que cuidar da Terra, o nosso planeta, é assunto de todos.
    Todos nós temos de, no nosso quotidiano, pugnar para que a poluição não aumente e possamos
    deixar aos vindouros um espaço onde possam viver.

    O seu poema é sublime. Adorei.

    Bjs

    Olinda

    ResponderEliminar
  22. Preservar e usar de forma inteligente os recursos naturais oriundos da Terra é o melhor presente e a mais significativa herança que podemos deixar para nossos filhos.
    O poema consistente e belo corrobora de forma singular com esse dia tão importante para todos que se preocupam com a preservação de nosso planeta. Lindoooooo!!!!!
    Beijinhos no core amiga Majo

    ResponderEliminar
  23. ~~~
    PELA TERRA E POR MIM...

    AGRADEÇO O CARINHO A TODOS E ESPECIALMENTE, AOS QUE TIVERAM

    A DUPLA GENTILEZA DE ME APOIAR E INCENTIVAR NOS DOIS BLOGUES.

    BEM-HAJAM PELA COLABORAÇÃO, AMIGOS.

    O MEU CARINHO NUM ABRAÇO AFETUOSO.

    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  24. Todo o carinho da Consciência Cósmica se alojou aqui. Todas as reflexões para abraçar a Terra, abraçando-a pelo tanto que ela nos dá em beleza e perfeição estão aqui. E só uma alma tão sensível se preocupa sempre em fazer ver o belo que se tem e o pouco que se para para a admirar.
    E como se não fosse suficiente, faz acontecer o amor e o bem estar humano na partilha dos afectos num soneto belo demais! E a perfeição continua no conteúdo e forma, acompanhados por uma grande musicalidade levada ao extremo com a música que nos oferece!
    Não só lhe digo muito obrigada como Parabéns, minha querida Majo.
    Por não ter estado presente, não foi possível ver claramente todo o seu riquíssimo post.
    Depois, acresce uma publicação ( que não tencionava) que vem a caminho.
    Por tudo isto, meus atrasos!
    Beijinho carinhoso para si!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vem semore a tempo, querida poeta.
      Agradeço ter coladorado e abrilhantado esta postagem.
      Vitórias, alegrias e muito sucesso.
      A minha admiração e amizade num terno abraço.
      ~~~

      Eliminar
  25. Que lindo, amei as imagens e seus pensamentos são magníficos. Se todas as pessoas tivessem essas ideias e esses sentimentos, o mundo seria bem melhor. Gostei muito do que você escreveu.

    ResponderEliminar
  26. Também admiro as suas publicações, Érika, por isso está na minha 'Liata de Afinidades'...
    As suas afirmações provam que a minha intuição não me enganou e que, de facto, elas existem.
    È sempre um prazer recebê~la.
    Tudo bom.
    ~~~

    ResponderEliminar
  27. Uma consciência... que à velocidade a que as alterações climáticas, já ocorrem... colectivamente despertará... resta saber... se ainda a tempo... de impedir uma catástrofe em grande escala, sem ponto de retorno... enquanto isso... ainda vamos ouvindo alguns discursos de alguns dirigentes máximos, dos países mais poluidores... a fazer-nos crer... que as alterações climáticas... são um produto da nossa imaginação...
    Uma excelente publicação, Majo! Quer em termos de homenagem, quer como grito de alerta... pois de facto, serão as gerações futuras, que pagarão uma factura bem mais pesada, do que nós...
    Beijinho
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, querida Amiga.
      tUdo bom.
      Beijinhos.
      ~~~

      Eliminar