quinta-feira, 19 de outubro de 2017

ETERNOS APRENDIZES...




Tradução... Aqui


 ()()()()() ()()()()()




A V I S O

Comunico aos meus estimados amigos que o meu blogue está
encerrado temporariamente por motivos alheios à minha vontade.
Desejo muito que seja uma pausa breve.
A todos, as minhas saudações blogueiras.

23 comentários:

  1. Belíssimo "Fernando Pessoa"! Há sempre muito a se aprender para sermos amigos...
    Abraço.

    ResponderEliminar
  2. Palavras sábias do grande poeta. Para sermos "AMIGOS" temos tanto a aprender
    Cada encontro, cada palavra, cada troca de carinho traz no contexto um belo aprendizado e assim vamos nos aprimorando e fortalecendo os laços fraternos que criamos
    Um beijo grande querida amiga

    ResponderEliminar
  3. Querida amiga
    Pausas são necessárias! Blogue quando e se puder, sem estresse
    O blog é o nosso portfólio de prazer e interação
    Sossegue seu coraçãozinho. Estamos juntas e assim permaneceremos apesar do "OCEANO" que nos separa
    Beijos e sorrisos minha amiga

    ResponderEliminar
  4. Sempre preciso, Fernando Pessoa... Espero que seja uma breve pausa. Aguardarei suas novas postagens, sempre de muito bom gosto. Abraços, Majo.

    ResponderEliminar
  5. Que seja breve o interregno! Entretanto, a braços com este Outono do Nosso Descontentamento, ficamos a ouvir o inesquecível Yves Montand e ler o poema de Pessoa...
    Abraço,

    ResponderEliminar
  6. A estação dos tons quentes, da nostalgia, da luz escassa...mas de que eu tanto gosto!

    ResponderEliminar
  7. As palavras certas de Fernando Pessoa. E que bom foi ouvir Yves Montand.
    Tudo de bom para si, Majo minha Amiga.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  8. Olalá!! Que bom que abriu, querida amiga!
    Bem, essa canção do Yves Montand é a minha preferida cantada por ele, que voz! Também coloquei há tempos no meu blog. E por falar em amizade, não li ainda, um poema tão lindo como esse de Fernando Pessoa, é na medida certa, querida Majo... Sim, também quero aprender,

    A ser tua amiga.
    Nem demais e nem de menos.
    Nem tão longe e nem tão perto.
    Na medida mais precisa que eu puder.

    Um beijo, tuas melhoras - sempre!

    ResponderEliminar
  9. Votos de rápido e completo restabelecimento, Majo.
    Nós ficamos aqui à espera de um regresso em forma.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
  10. E como este poema de Pessoa soa tão bem! Tudo na medida certa, tudo sem pedir tudo, mas o outro sentindo sempre a presença mesmo que calado, mesmo respeitando silêncios.
    Um abraço de rápido restabelecimento, Majo! *

    ResponderEliminar
  11. Olá, Majo!
    Ives Montand, essa canção imortal, " Les Feuilles Mortes", e Fernando Pessoa, o grande poeta da língua portuguesa, com esse excelente poema, "Poema do Amigo Aprendiz", merece todos os elogios. Todos ganhamos com esta bela postagem. Obrigado, minha amiga.
    Desejo a você uma excelente semana, com muita paz e saúde.
    Um abraço.
    Pedro

    ResponderEliminar
  12. Querida Majo, obrigada pela partilha pois desconhecia este poema tão bonito. Que seja um até já e que em breve esteja de volta com as suas partilhas com as quais aprendo tanto. :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  13. MAjo
    um belo poema de Fernando Pessoa e uma música inconfundível.
    espero que fique bem e que tudo corra pelo melhor.
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  14. Gostei muito!!Obrigada pelo carinho! bjs praianos,chica

    ResponderEliminar
  15. Madrinhamiga

    ORDENO-TE que no prazo de 17 dias estejas de volta! :-)

    Bjs da Raquel e qjs do te afilhado Henrique, o Leãozão

    ResponderEliminar
  16. Ser Amig@ é coisa boa!
    Assim são os Mandamentos
    Deste Fernando Pessoa,
    Que não inventa argumentos.


    Ninguém deve fazer juízo das obrigações (ou o contrário) que a Vida te disponibiliza. Entendo que o espaço privado é um Templo a ser preservado de acções exteriores. Ser Amig@, é saber respeitar esse espaço sagrado.
    Que te recuperes e voltes no teu tempo.


    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  17. "Nem ausente, nem presente por demais
    Simplesmente, calmamente, ser-te paz."

    Estes dois versos me bastam para atravessar o deserto.

    Saúde e alegria, Majo.

    ResponderEliminar
  18. Olá Majo, que sua semana seja leve e abençoada.
    Muito lindo o painel do blog.
    Bela escolha em Pessoa, para este sentimento tão belo.
    Que bom ouvir Yves.
    Beijos amiga e fique bem.

    ResponderEliminar
  19. E também nós, teus amigos, esperamos que seja uma pausa breve, mas, também por sermos amigos esperamos o tempo que for necessário, amiga. Adoro este poema de Fernando Pessoa e é preciso, sim, aprender o que é ser amigo,. Beijinhos e que o problema, seja ele qual for, se resolva rápidamente.
    Emilia

    ResponderEliminar
  20. Um poema de Pessoa, que eu ainda não conhecia... e adorei descobrir por aqui!...
    Como sempre, partilhas de excelência, por aqui, Majo...
    Bom tê-la de volta, esperando que o que a levou a parar o blogue, por esta altura, já se tenha resolvido...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  21. Majo adorei o poema que não conhecia!
    Gosto do som ... bj

    ResponderEliminar