quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

~ LA LLUVIA

                                  


O bandeneón de Carlos Buono que interpreta a música composta
pelo ilustre Astor Piazzola parece, mesmo, dizer «Adiós noninho»...
A música foi composta dias depois da morte de seu pai nascido em Itália,
a quem o neto, seu filho, chamava «noninho» - avozinho em italiano.
Piazzolla considerava este tango a sua obra-prima neste género musical.
Era amigo de Jorge Luis Borges e com ele fez parcerias poético-musicais.


«Hometown Memories» - Thomas Kinkade - temas «vintage»


Soneto de Nostalgia e Saudade de Jorge Luis Borges


A minha tradução
               A Chuva
O dia subitamente ficou clareado
Porque a chuva já cai minuciosa.
Cai ou caiu. A chuva é uma coisa
Que sem dúvida acontece no passado.

Quem a ouve cair tem recuperado
O tempo em que a sorte venturosa
Revelou-lhe uma flor chamada rosa
E a tão curiosa cor do encarnado.

Esta chuva que vai cegando vidros
Alegrará em subúrbios perdidos
Negras uvas de uma cepa em ignoto

Pátio que já não existe. A molhada
Tarde traz-me a voz, a voz desejada,
De meu pai que volta e não está morto.


Foto do Pinterest

24 comentários:

  1. GRAÇA PIRES COMEMTOU...

    Boa tarde, Majo! Foi muito bom ler o poema de Jorge Luis Borges ao som do bandenón de Carlos Buono, a recordar Piazolla, Espero que esteja bem.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Majo foi uma magnífica escolha!
    Bj

    ResponderEliminar
  3. Muito boa a música e o poema. Uma excelente escolha para uma quinta feira de chuva. E muito vento também por Lagos.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. A chuva cai mas as flores agradecem e todo o jardim rejuvenesce. E a Majo está bem? Espero que sim.

    ResponderEliminar
  5. Excelente a música, excelente o poema, excelente a tradução.

    ResponderEliminar
  6. Jorge Luis Borges , entre os melhores!A revisitar , sempre! Escolha no tempo certo!

    ResponderEliminar
  7. Adivinhe o que publiquei hoje :))
    Beijinhos
    KUNG HEI FAT CHOI!!!

    ResponderEliminar
  8. E como ela caiu ontem e ainda esta madrugada, a chuva. Aqui cai como excelente fonte de inspiração para nos deleitar com música e palavras. :)

    ResponderEliminar
  9. Já tinha saudades dela...Um beijinho

    ResponderEliminar
  10. Soneto de muita sensibilidade e Amor. Lindo. Homenagem linda.
    Bem elaborado Post.

    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  11. Sempre atenta aos pormenores e sempre tão cuidadosa nas postagens, Majo!
    Uma vez mais, parabéns!
    BJO, amiga
    Dias harmoniosos! :)

    ResponderEliminar
  12. Olá, Majo

    Gostei muito da música e de reler Jorge Luís Borges.
    Um bomfim de semana.
    Beijinhos

    Olinda

    ResponderEliminar
  13. Uma magnifica escolha. À muito que não lia.
    Boa pausa.
    Abraço

    ResponderEliminar
  14. Lindo o tango! O que eu gosto de tangos!! (não gosto tanto é de chuva... se bem que a tela é lindíssima)

    Beijinhos e boa pausa!

    ResponderEliminar
  15. Borges e Piazolla são uma parelha imbatível!

    Bom fim de semana, Majo. Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  16. Gosto da chuva, porque é romântica e poética...
    Adorei o poema e a música!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Argentino de ascendência judaico-portuguesa, Jorge luís Borges um poeta e escritor que muito admiro. Musica excelente!
    Ãbraço

    ResponderEliminar
  18. Uma escolha magistral! Adorei o post.
    Beijo

    ResponderEliminar
  19. Um mix formidável de partilhas notáveis, Majo!
    Pura delícia de se apreciar!
    Beijinhos! Até breve!
    Ana

    ResponderEliminar
  20. Gosto do tango e de ouvir a chuva.

    ResponderEliminar
  21. ~~~
    AGRADEÇO A TODOS OS MEUS AMIGOS, A DELICADEZA E O CARINHO.
    OS DIAS JÁ CRESCERAM 30 MN... QUE SEJA UM BOM FEVEREIRO PARA TODOS NÓS...
    ABRAÇOS DE SINCERO AFETO.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  22. Nota 20 para a Majo, que gosta muito de tango e literatura. Juntou aqui dois expoentes máximos da cultura Argentina.
    Bj.

    ResponderEliminar
  23. Toca um tango e tudo em volta entra na magia.
    Mais uma bela postagem com musica e poesia.
    Parabéns Majo pela sensibilidade e cultura.
    Bjs amiga.

    ResponderEliminar