***

*** PAISAGEM CULTURAL MARÍTIMA DOS AÇORES ***
A montanha e parte da Ilha do Pico vistas de uma zona elevada da ilha do Faial. As ilhas estão separadas por um estreito de 8,3 Km de largura, que é designado por Canal do Faial, expressão que deu título ao romance de Nemésio. O mar agitado prejudicou este ano as atividades da Semana do Mar.
~~ A fotografia - «Moinhos da Ilha do Faial» - é da autoria de Fernando Araújo.~~

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Sanfermines


Música


San Fermin

O mundo civilizado fica chocado com a barbaridade das maiores festas taurinas de Espanha,
 «la afición», que decorrem anualmente, durante uma semana, a partir de 6 de Junho.

Com o «estrondo», na CM de Pamplona, iniciam-se as festividades que decorrem de 6 a 14 de Julho.

 Um clima de euforia generalizada, impressionante para espíritos defensores dos direitos dos animais.

Já não é permitido maltratar os touros na rua, mas admitem atos destes.

 Cenas medievais destinadas a justificar a crueldade na arena.

Local onde se praticam diariamente banhos de sangue e morte cobarde.


A abertura das festividades.


Notícias

             

Clique sobre as imagens,





40 comentários:

  1. Hoje, porque foi dia de Conselho de Estado
    virei-me para esse lado

    e

    «Os dirigentes portugueses não podem ignorar que na sua rectaguarda continua a existir um potencial de orgulho e mobilização com que podem contar para enfrentar estratégias injustas e ilegítimas que fazem sofrer o povo.»

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito bem observado, Rogério.
      Beijo.
      ~~

      Eliminar
  2. Acho tudo isto um barbárico!
    Mas, claro, é em nome da tradição...
    ...se bem que também é tradição apedrejar mulheres adulteras em alguns pontos do mundo, portanto também se deve aceitar com naturalidade...

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, Gil.
      Se mantivéssemos todas as tradições, ainda tínhamos
      espetáculos de gladiadores...
      Ótima semana.
      Dias felizes.
      ~~~~~

      Eliminar
  3. Deixa-os poisar...
    São todos feitos da mesma massa. Uns racionais, outros nem tanto.

    A bestialidade humana não tem cura. Ou terá?

    Beijinho, e lá vou eu para o meu "trabalhito".... :9

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um negócio alimentado por alienados. pelo que,
      parece difícil a extinção.

      Uma tarde muito feliz com o teu amor menor.
      Beijinhos para ambos.
      ~~~~~~~~~~~~~~

      Eliminar
  4. Estas Festas de São Firmino, esquecendo a tradição, deveriam pura e simplesmente acabar! Para além de espanhóis, vêm gente do estrangeiro especialmente para se atirar à cabeça dos touros..., com consequências dramáticas. Um vídeo muito interessante!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem-vindo, Tomaz.
      Aparece toda a classe de alienados, desde os masoquistas de que falou,
      aos sádicos que enchem diariamente a arena para assistir ao sofrimento
      e morte dos animais.
      Proibiram agredir os touros na rua e, parece, que ficaram por aí.

      Ótima semana.
      ~~~~~~~

      Eliminar
  5. Difícil explicar estas festas populares, cujo início remonta a muitos séculos atrás...parece que nalguns aspectos a humanidade não evoluiu nada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com o que afirmas, MJ, neste caso
      juntam~se os grandes interesses económicos envolvidos.
      Grata por colaborares na denúncia do que não podemos calar.
      Precisamos falar destes assuntos...
      Beijinho.
      ~~~~

      Eliminar
  6. Não concordo que em nome das tradições, continuem atrocidades com os animais que, sequer, podem se defender. Por aqui também há certas barbáries. Mas um dia hão de acabar. Os 'movimentos' continuam.
    Beijinho, Majo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tenho esperança que alguém - com poder - caia em si e enxergue
      o primitivismo e a enormidade destes crimes.
      Grata por se juntar ao grupo dos revoltados.
      Beijinho, Taís.
      ~~~~~~~

      Eliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  8. Não li nenhum comentário acima mas, francamente, atiçar a natureza de um animal irracional que antes deveria fazer por merecer nosso carinho é simplesmente de irracionalidade que não consigo entender.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É louvável ter deixado o registo do seu repúdio, Cadinho.
      Torna-se importante falarmos destes acontecimentos.
      Um ótimo resto de semana.
      ~~~~~~~~~~~~~~~~~~

      Eliminar
  9. OI MAJO!
    É CHOCANTE, TANTAS PESSOAS QUE PODERIAM ESTAR ALI REUNIDAS PARA LUTAR POR ALGO RELEVANTE EM PROL DELES MESMOS OU DE QUEM PRECISE,AO INVÉS DISSO, SE REÚNEM PARA PARTICIPAR DESTA BARBÁRIE QUE O MUNDO TODO ABOMINA.
    CASUALMENTE ESTA SEMANA VIMOS AQUI NO BRASIL, EM UM DOS JORNAIS A MORTE DE UM TOUREIRO, TENDO O TORAX TRESPASSADO PELAS GUAMPAS DE UM TOURO, É HORRÍVEL MAS, QUEM ERA MAIS IRRACIONAL ALI?
    VI O VÍDEO QUE COLOCASTE E O SEGUINTE SOBRE A MATANÇA EM "SAN FERMIN" NO QUAL, HOMENS E MULHERES SEMINUS, SE BANHAM, DE SANGUE NA PRAÇA EM PROTESTO, TE CONFESSO QUE CHOREI E PERCEBI ENTRE OS ATIVISTAS, PESSOAS QUE TAMBÉM CHORAVAM, ENTÃO, PODEMOS DIZER QUE A HUMANIDADE AINDA TEM JEITO NÉ?
    MUITO PERTINENTE TEU POST.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou inteiramente de acordo consigo Zilani.
      Infelizmente os touros de Pamplona devem ter pago caro a morte do toureiro.
      É muita barbaridade e são grandes os interessas económicos a desmantelar.
      Gostei de se ter juntado a este grupo de indignados.
      Dias agradáveis e felizes.
      Abraço.
      ~~~

      Eliminar
  10. A palavra «tradição» não me atrai e tradições destas provam que a Humanidade ainda precisa fazer um longo caminho.
    Excelente «post».
    (Como os anteriores que estive a ler. Anda escasso meu tempo corrido.)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  11. Tenho por hábito dizer que, cumprindo todas as tradições,
    ainda havia circos com gladiadores.
    É longo o caminho a percorrer, Ana e parece-me importante
    dar a conhecer o nosso repúdio a amigos, jovens e crianças.
    Agradeço o apoio e incentivo.
    Dias muito agradáveis.
    Beijinho.
    ~~~~

    ResponderEliminar
  12. Madrinhamiga

    Há um bom par de anos estive lá - numa varanda dum terceiro andar...

    Qjs do afilhado Leãozão

    ResponderEliminar
  13. Parece que estiveste bem instalado,afilhado,
    porém, o que eu queria era a tua opinião.
    Beijinhos.
    ~~~

    ResponderEliminar
  14. Olá Majo, uma festa grande visualizada pelo video da partilha.
    Um tapete lindo branco e vermelho que muito lembra a avenida de Salvador nos dias de carnaval o diferencial ´o touro, uma vez que aqui a violencia se faz entre os animais de duas pernas fantasiados de foliões. Confesso que não me atrai as multidões mais, e para imolar animal como a seculos fica mais estranho, dizer que temos mente.
    Entendo como nossa missão denunciar e provocar reflexões em todas as áreas.
    Parabéns.
    Meu abraço com carinho.
    Bjs de paz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O grande problema é o facto dos animais serem massacrados antes de
      morrerem esvaídos de sangue.
      Um espetáculo macabro que satisfaz gente de mente doente.
      Agradeço o incentivo, Toninho.
      Terno abraço, amigo.
      Beijo de paz.
      ~~~~~~~

      Eliminar
  15. Bom dia, cara Majo

    É impressionante essa concentração de gente, tendo em mente a prática de uma barbárie que já devia ter acabado. A "evolução" da Humanidade agarrada a tradições que não nos prestigiam.

    Obrigada por este "post".

    Bjs

    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma tradição, alimentada por mentalidades sádicas,
      que alimenta interesses económicos...
      Fico grata pelo incentivo, Olinda.
      Beijinho.
      ~~~~

      Eliminar
  16. Uma tradição que tanto nos impressiona como nos inquieta...
    Obrigada pela sua visão sempre tão sensível.
    Um beijo, Majo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eles pedem a proteção e benção do santo para cometerem atrocidades...
      Agradeço o apoio, Graça.
      Beijo.
      ~~

      Eliminar
  17. Amiga Majo.
    Desculpa mas não vejo o vídeo. Sempre detestei injustiças, para mim atacar quem não se pode defender, seja humano ou animal, é além de injusto, cobarde.
    Quem faz destas "festas" uma oportunidade de extravasar os baixos instintos, só merece o meu desprezo.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo inteiramente contigo, Fbb.
      Deves ter tido algum problema de acesso à rede,
      porque o vídeo do youtube foi publicado há dias e funciona bem.
      Fico grata pelo carinho.
      Beijinho.
      ~~~~

      Eliminar
  18. Fiquei à espera que o touro aparecesse, mas não apareceu.
    Nos dias que correm, é difícil para nós, que não temos essas tradições, compreender as pessoas que participam nestas atividades medievalescas. Confesso que houve uma certa altura em que adorava touradas, não pelo sofrimento dos touros, mas pela elegância e perícia dos toureiros. Entretanto, fui “evoluindo” e hoje já não vou em touradas... : ))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aconteceu o mesmo comigo, com a televisão a preto e branco,
      nem se nota o horror do sangue. Depois consciencializei-me da tortura.
      Um dia, observei picarem os animais antes de entrarem na arena.
      Aquela gente de Pamplona um dia hão-de cair em si.
      Bjos

      Eliminar
    2. ... Há-de cair em si ...
      : )

      Eliminar
  19. Bom, parece estar tudo dito, junto a minha voz às restantes, odeio touradas, circo, às vezes até certos animais desajustados do clima e habitat dentro do jardim zoológico e tudo o que envolva o prazer humano a partir do sofrimento alheio, quer animal, quer humano, como diz a Fê.
    Sinto repugnância quando o homem usa tão mal a inteligência de que foi dotado.
    Já dizia Vieira "Aos homens deu Deus uso da razão, e não aos peixes; mas neste caso os homens tinham a razão sem o uso e os peixes o uso sem a razão."
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Afinal, muito disse e abrilhantou esta causa e esta página.
      Concordo, Graça Alves, este sadismo é deveras repugnante...
      Pdre AVieira sempre atual...
      Beijinhos.
      ~~~~

      Eliminar
  20. grata por denunciar aqui esta idolatria do sangue e da dor


    um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma paranóia, Manuela, uma paranóia...

      Abraço amigo.
      ~~~~~~~~

      Eliminar
  21. Não gosto, ponto final.
    Mas não creio que consigam acabar com esta tradição.
    Aliás, a impressionante massa humana vem crescendo.
    Muito oportuna esta tua postagem, Majo. Aproveitei para fazer mais umas pesquisas, pois não conhecia a dimensão destas festas.
    Bjo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É incrível como aliam a fé religiosa ao comportamento bárbaro!
      Nenhum deles tem coragem de provocar o touro, sem a benção do santo.
      Depois há o contraste entre uma doutrina religiosa de compaixão e o sadismo...

      Dias e noites otimamente bem passados, Odete.
      Beijinhos.
      ~~~~~

      Eliminar
  22. pode ser tradição mas não gosto de touradas, e não sei como se pode assistir a algo que não é prazer para ninguém mas apenas dor para o animal.
    enfim...
    um post necessário...
    bom fim de semana.
    beijinho
    :)

    ResponderEliminar
  23. Atos medievais; estupidez sem limites; enfim cada país
    junto com sua cultura ainda tem algo que só quem está lá entende o porque.
    janicce.

    ResponderEliminar