sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

«FAZ-SE LUZ»...


Concertos para cravo.


Ainda que Vermeer não tenha sido identificado com nenhum estilo coevo,
é uma ousadia minha harmonizar a sua obra com um poema surrealista,
porém, acho que combina melhor com esta pintura do que com a do autor.

~~ A janela mágica de Johannes Vermeer ~~ 

e o poema «Faz-se Luz» de Mário Cesariny.

1657/1659 - «Joven lendo uma carta junto de uma janela» - Museu de Dresden

1655/1660 - Oficial e rapariga sorrindo - Museu em NY

1669/1671 - A rendeira - Museu do Louvre Paris

1658/1661 - Jovem interrompida na sua música - Museu em NY

1662/1665 - Senhora de azul lendo uma carta - Rijksmus Amesterdão

1662/1665 - Senhora segurando uma balança - N G Washington

1662/1665 - Jovem com um jarro - Metropolian Museum N Y

1662/1664 - Dama com um alaúde - Metropolian Museum NY

«Faz-se luz pelo processo
 de eliminação das sombras
Ora as sombras existem
as sombras têm exaustiva vida própria
não dum e doutro lado da luz mas no próprio seio dela
intensamente amantes loucamente amadas
e espalham pelo chão braços de luz cinzenta
que se introduzem pelo bico nos olhos do homem

1665/1666  - Senhora escrevendo - N G Washington

1665/1667 - Menina com brinco de pérola - Museu Nacional de Haia

Por outro lado a sombra dita a luz
não ilumina realmente os objectos
os objectos vivem às escuras
numa perpétua aurora surrealista
com a qual não podemos contactar
senão como amantes
de olhos fechados
e lâmpadas nos dedos e na boca.»
1670/1671 - Senhora escrevendo uma carta com a empregada - N G Dublin

1670/1672 - Dama tocando virginal (cravo) em  pé - N G Londres

1670 - Jovem sentada a um virginal (cravo) - coleção privada NY

1665/1666 - O Concerto - coleção privada

1662/1668 - A Arte da Pintura - Museu em Viena

O atelier de Vermeer, com a famosa janela que iluminou muitas das belíssimas obras,

hoje preciosas. O tapete na parede de fundo que o pintor reproduzia pacientemente.



Destaques biográficos

Não se sabe ao certo a data da finalização das obras, pelo que, são indicadas datas aproximadas.

O pintor, perfecionista, perdia-se em pormenores que tornavan as suas obras morosas.,
vivia do negócio de arte herdado da familia, porém com onze filhos, vivia com dificuldades..

  • Apenas pintou dois exteriores, executava as telas no primeiro andar de sua casa, sempre iluminadas pela esquerda.

     

    Utilizou sempre pigmentos naturais muito dispendiosos, facto que ajudou a reunir as suas obras dispersas,

    após a sua morte, muitas com assinaturas falsas.

    Durante a Guerra Franco-Holandesa, o mercado de arte caiu drasticamente. A esposa de Vermeer relatou que ele
    faleceu em poucos dias, devido a problemas cardíacos motivados por não ter meios para sustentar a família.

    O seu quadro, «Menina com brinco de pérola», é um dos mais caros do mundo.

  • Inagens da Wikipedia

    25 comentários:

    1. Ah!!! Majo!!! Reconheci imediatamente a janela de Vermeer! Como ele gostava daquele recanto da sua casa. Adoro Vermeer!

      ResponderEliminar
    2. Serralves terá inveja de teu espaço

      e duvido que se atrevesse a tanto

      bem ousado, por tanto

      (andámos perdidos, isto é um reencontro provocado por uma "Mamã")

      ResponderEliminar
    3. No Louvre vi A Rendeira e O Astrónomo.
      Gosto muito desta composição de Bach, embora não a oiça muitas vezes.

      ResponderEliminar
    4. Como eu gosto desta harmonia: Bach, insuperável! Este trecho musical, magnífico-aliás , está a começar o tempo em que oiço obssessivamente Bach(tempo pascal). Quanto a Vermeer, gosto muito. Pena , como muitas vezes acontece, o seu reconhecimento tenha vindo muito tarde! Thank.U, Majo.

      ResponderEliminar
    5. Lamento a minha ignorância, nunca vi nenhum quadro dele ao vivo, e reproduções só conhecia a menina do brinco de pérola. Também não sei se haveria uma melhor música para ilustrar o post, mas este concerto para cravo, de Bach parece-me muito apropriado.
      Obrigado.
      Um abraço e bom fim de semana

      ResponderEliminar
    6. Um post maravilhoso, com um entrosamento perfeito: Bach, Cesariny, Vermeer. Um processo de luz e sombra" E, claro, prevalece o "Faz-se luz"... destas obras perfeitas.

      Bom fim de semana, Majo

      Bj

      Olinda

      ResponderEliminar
    7. SÃO VERDADEIRAS OBRAS-PRIMAS!!!
      Bom sábado!

      ResponderEliminar
    8. Seleções maravilhosas! A arte é a mais bela manifestação do homem quando é bela. E mais uma vez Dostoieviski: Só a beleza salvará o mundo... Tanto a seleção de imagens está maravilhosa quando o poema. E já que Deus disse - faça-se a luz e a luz foi feita... Quero da luz, a luz à todos nós, pois mesmo que divida não diminui e a sombra faz parte da luz. Grande abraço e minha gratidão pela partilha. Laerte.

      ResponderEliminar
    9. Um bonito Post! Um conjunto maravilhoso com um vídeo apropriado. Parabéns, Najo!
      Abraço.
      .

      ResponderEliminar
    10. O valor das obras deveria ser instantâneo, evitando assim a morte do pintor!
      Gosto deste musical, relaxa! Também na fotografia a luz e a sombra são muito importantes.
      Gosto desta selecção que admiro.
      Consegue-se traduzir a mensagem da Magda que escreve em grego.
      Vêm ai bons eventos para fotografarmos, um deles em Vila Moura e a volta ao Algarve.
      Obrigado.
      Abraço.

      ResponderEliminar
    11. Que bela ida ao museu!!! Gostei muito desta visita.

      Bem hajas!

      ResponderEliminar
    12. Conheço quase todos os quadros mas pessoalmente ainda só vi dois deles, quem sabe um dia os vejo todos! :) Beijinhos
      --
      O diário da Inês | Facebook | Instagram

      ResponderEliminar
    13. Bom dia, nunca tive a oportunidade de ver a arte que apresenta ao vivo, tenho a certeza que se acontecesse, ficava encantado com "Jovem com um jarro", todas as obras são lindas, a que me cativou é a que acima me refiro.
      AG

      ResponderEliminar
    14. Uma união feliz, querida Majo, neste domingo abençoado de chuva.

      Um beijinho e votos de um domingo feliz :)

      ResponderEliminar
    15. É muito bom ficar aqui apreciando as luzes e as sombras dos quadros de Vermeer acompanhadas pelo cravo.

      ResponderEliminar
    16. Aprecio tanto as pinturas de Vermeer, Majo. Até tenho um livro sobre ele. Depois, este concerto para cravo de Bach deixou-me fascinada.
      Um beijo, minha amiga.

      ResponderEliminar
    17. Amiga Majo, escolheste duas das artes que mais aprecio, pintura e poesia.
      Johannes Vermeer é um dos pintores que mais aprecio, os detalhes, o contraste luz e sombra, enfim a perfeição das suas telas.
      Um casamento perfeito entre poema, música e telas.
      Um post 5 estrelas, parabéns!

      Um beijinho

      ResponderEliminar
    18. Mais um banho de cultura que recebi, querida Majo!
      Bem-haja!
      Beijinho

      ResponderEliminar
    19. Que postagem maravilhosa, feliz! Vermeer é espetacular! Era conhecido por suas pinturas de cenas cotidianas, domésticas e introspectivas. É verdade, o que chama a atenção em sua pintura é a luminosidade, que ficou como sua característica mais notável. Sua obra, a Moça com o brinco de pérola, toda a observação vai para a expressão do rosto da figura feminina. Os lábios entreabertos da moça, nos faz pensar que ela estaria para dizer algo. As cores empregadas no rosto e vestimentas, sem cenário, fazem da moça o centro da obra.
      Parabéns, Majo, acho que você postou quando eu estava com a Intoxicação alimentar, e não vi!!!
      Beijo, querida amiga.

      ResponderEliminar
    20. Já fiquei mais informada por aqui!

      Isabel Sá
      Brilhos da Moda

      ResponderEliminar
    21. É Majo, você sempre com uma bela pesquisa e apresentação da arte em belas postagens. Uma belíssima generosidade amiga. E viver de arte em tempos idos sempre contem estas histórias tristes de dor e sofrimento.Uma pena que artistas assim tenham que passar por estas adversidades.
      Muito bonito Majo.
      Grato pela partilha cultural.
      Bjs de paz.

      ResponderEliminar
    22. Aprecio imenso as obras de Vermeer. Tenho descoberto fantásticos pintores (sou leiga na matéria) quando pesquiso obras para ilustrar os escritos. Também tu já (me) deste a conhecer alguns.
      Repito-me mas cá vai: excelente bom gosto. Parabéns!
      Bjo :)

      ResponderEliminar
    23. ~~~
      FOI UM 'POST' CANSATIVO E QUE EXIGIU UMA PACIENTE ATITUDE DE DOAÇÃO.

      GOSTEI DE SABER QUE VOS AGRADOU...

      MUITO OBRIGADA PELO APOIO E PARTICIPAÇÃO.
      ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

      BEIJOS, AMIGOS.
      ~~~~~~~~~~

      ResponderEliminar
    24. Uma selecção de obras notável, que adorei apreciar ao pormenor... e o poema escolhido... foi simplesmente perfeito! Adorei relê-lo... e surpreendi-me, como se harmonizou de forma magistral com as obras!...
      Escolhas brilhantes como sempre, Majo! Parabéns!
      Beijinhos
      Ana

      ResponderEliminar
    25. Adoro Vermeer!

      Para mim, a Rapariga do Brinco de Pérola é assombroso! Merece muito mais que se embasbaquem à sua frente do que Mona Lisa.

      Boa semana, meu bem

      ResponderEliminar