quarta-feira, 30 de novembro de 2016

FRUTOS SECOS.





No tempo em que abundam os frutos secos...

Nesta época, há um consumo exagerado de guloseimas - enormidades calóricas -
 confeccionadas com grandes quantidades de frutos secos e açúcar refinado...

Estes frutos devem fazer parte duma alimentação saudável, ao longo do ano.


Em Portugal, designamos como frutos secos, tanto os frutos desidratados,
 como as sementes de frutos de pericarpo seco - por oposição a carnudo.
São estas sementes que vou focar hoje, pois as suas amêndoas são ricas em nutrientes importantes, especialmente, sais minerais e óleos essenciais.
Não se confundam com os óleos perfumados, denominados essenciais
por serem provenientes de essências de plantas.
Estes são classificados como essenciais, por não poderem ser fabricados
pelo nosso organismo e, por serem indispensáveis ao nosso equilíbrio vital.

São lípidos monoinsaturados e polinsaturados - ómega 6 e ómega 3.

As amêndoas das sementes dos frutos secos são, em geral, ricas em óleos
 monoinsaturados - do mesmo tipo do azeite - e de óleos polinsaturados ómega 6.


Apenas as nozes europeias contêm ómega 3 e em ótima quantidade.
(Também se encontra nas sementes de abóbora, linhaça e chia)
Por ser um óleo essencial raro, deve-nos merecer maior atenção.
pois a relação deve ser de 2/3 - duas partes de ómega 3, para três partes de ómega 6.

 Devem ser consumidos frescos, com as amêndoas fechadas no seu tegumento rígido
- os óleos oxidam com muita facilidade -
e comidas cruas, porque o aquecimento altera quimicamente estes lípidos.
transformando-os em gordura saturada.
Infelizmente aparecem no mercado torrados e, por vezes, demasiado salgados,
tornando muito difícil o seu consumo ao natural.


Todas as sementes contêm quantidades apreciáveis de ferro e cálcio, assim como
outros sais minerais, como potássio, magnésio, fósforo, zinco, selénio e outros.
A castanha do Pará contém tanto selénio, que basta uma unidade diária
para suprir as necessidades do organismo. O selénio em excesso é tóxico,
na quantidade certa, é um excelente protetor cardíaco, assim como a vitamina E,
que sendo lipossolúvel, está contida nestes frutos.


~~ * ~~
Perante as dúvidas registadas nos comentários, esclareço que as quantidades ideais são
 um punhado diário de frutos secos variados para o Ómega 6, com uma castanha brasileira
e, para o Ómega 3, quatro nozes nos dias em que não come peixe gordo.
Estes lípidos são importantíssimos para a manutenção da saúde
pelo que, aconselho a leitura que recomendei.

Fontes das fotos
A - B - C -D E

20 comentários:

  1. Oi Majo é uma delícia qualquer fruto desses.
    Tenho o hábito de ter em casa secos ou in natura mas
    passo da conta nos dois.
    Época de natal se encontra de tudo por aqui é uma verdadeira tentação.
    Obrigada pela sua sempre presença lá na casa;
    Ando em meio a recomeços e transformações; me deu vontade de parar com o blog
    da casa.
    Talvez seja crise existencial de blogueiro k.
    Será que existe? enfim... algo a se pensar.
    Abraços
    janicce.

    ResponderEliminar
  2. Um post muito interessante e de grande utilidade pública.
    Graças a Deus não aprecio doces, frutos secos, um figo de vez em quando.
    Nozes é que como mais a miúdo, mas nunca mais do que uma por dia.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Majo, como sempre uma porção de frutos secos ao pequeno-almoço.
    Bom feriado!

    ResponderEliminar
  4. Tenho que comer mais frutos secos.
    Ainda não tenho esse (bom) hábito.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Bom dia, querida Majo!
    Ontem cedo fui apreciar a bancada deles e das castanhas portuguesas que chegaram aqui... que delícias sem fim nesta época!
    Gosto de tudo e estou me contendo nos açúcares...
    Damasco é o meu preferido e nozes...
    Bjm muito fraterno

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Voltei! Linhaça, gojiberry e aveia bem como granola fazem parte do meu cardápio de manhã com frutas... antes mesmo do café... Bjm

      Eliminar
  6. Quanta informação valiosa por aqui... Tenho o hábito de comer frutos secos com frequência. Um bom feriado minha Amiga Majo.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  7. Gosto de frutos secos, mais do que frescos.

    Bom feriado e feliz Dezembro

    Ah... e gostei do fundo musical

    ResponderEliminar
  8. Minha amiga, muito bonito poste e didáctico.
    Bela escolha de pintura do mural.
    Vou aparecendo.
    Tempo escasseia.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  9. Trabalho a alertar sobre os benefícios e os malefícios dos frutos secos.
    Tudo é bom comido ou bebido com moderação.
    Eu comia em excesso, agora nicles.
    Bj.

    ResponderEliminar
  10. Vou consumindo, não diariamente porque não consigo comer em doses pequenas (sou gulosa); já as sementes de linhaça como todos os dias.
    Como sempre, uma postagem muito rica e atraente.
    Bjinho, Majo :)

    ResponderEliminar
  11. Uma interessante postagem de como cuidar da nossa alimentação. Nozes e figos ou ameixas, não dispenso ao pequeno almoço.
    Abraço,

    ResponderEliminar
  12. Uma excelente Lição de nutrição...Não é por acaso que os frutos "secos" se manifestam (mais) nesta época.
    Gostei.


    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  13. Belas informações Majo, não tinha lido ainda sobre estas particularidades.
    Valeu a partilha amiga.
    Bjs

    ResponderEliminar
  14. Obrigada!
    Os meus preferidos são as nozes e ultimamente tenho comprado sementes variadas para a minha mãe e eu como também...sésamo, linhaça, abóbora, girassol...
    Fazem bem e são bem bons :))
    beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Majo
    informações e conselhos úteis, eu gosto de salgados e de frutos secos, e tento consumir dentro dos valores aconselhados.
    beijinho
    :)

    ResponderEliminar
  16. Nesta época nunca dispenso!...
    Adorei ficar a saber um pouco mais a fundo, sobre as suas benéficas propriedades!
    Um belíssimo post de cariz informativo!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  17. Fica bem e que tenhas alegres Festas e bom Natal, com 2017 a condizer!

    Grande abraço

    ResponderEliminar